sexta-feira, 29 de maio de 2015

Como extrair o áudio de um vídeo em MP3 com e sem programa

Música streaming ouvido
Quem viveu na década de 1990 e início dos anos 2000 sabe da dificuldade que era conseguir baixar uma única música em programas como Napster, KaZaa e afins. A lenta conexão discada nos forçava a deixar o computador ligado madrugada adentro para fazer o download de arquivos de pouco mais de 3 MB.
Atualmente, a situação é bastante diferente e só não tem suas músicas preferidas quem não quer. Além de serviços de streaming de música, que atuam dentro da legalidade; e o YouTube, que nos permite ver e ouvir nossos artistas preferidos, ainda há aquele jeitinho de extrair músicas de arquivos de vídeo, estejam eles armazenados no computador ou na plataforma de vídeos do Google.
Hoje, vamos aprender a fazer isso tanto usando um software instalado no computador quanto com ferramentas disponíveis online gratuitamente. Então, se você quer extrair aquele trecho de música de um clipe musical ou até mesmo de uma série, filme ou documentário, a hora é agora.

Utilizando um programa 

Nessa categoria, um dos programas mais populares da atualidade é o Free Video To MP3 Converter que permite carregar vídeos e extrair deles o áudio direto para o computador. O aplicativo é gratuito e pode ser baixado sem problemas.
Passo 1 
Baixe e instale o Free Video To MP3 Converter no seu computador com Windows. Na sequência, abra o programa e, já na tela principal, clique em "Adicionar arquivos".
Com o Free Video To MP3 Converter aberto, clique no botão
Com o Free Video To MP3 Converter aberto, clique no botão "Adicionar arquivos" para selecionar o arquivo cujo áudio será extraído .
Passo 2 
Na janela que se abre, procure pelo arquivo de vídeo armazenado no seu computador que você deseja extrair o áudio. Feito isso, clique em "Abrir".
Na janela de seleção, procure pelo arquivo que deseja extrair o áudio e confirme clicando no botão
Na janela de seleção, procure pelo arquivo que deseja extrair o áudio e confirme clicando no botão "Abrir" .
Passo 3 
No campo "Salvar em", defina o local do computador onde você quer salvar o arquivo MP3 que será gerado. Logo abaixo, defina o formato de saída do arquivo para o padrão MP3 no campo "Qualidade". Por fim, clique na lista de seleção ao lado para definir a qualidade do áudio a ser extraído.
Defina o local onde o arquivo de saída será armazenado e selecione a qualidade de áudio final
Defina o local onde o arquivo de saída será armazenado e selecione a qualidade de áudio final. Clique na imagem para ampliar.
Passo 4 
Dependendo da qualidade selecionada, o arquivo pode ter mais ou menos qualidade. Se você busca por qualidade, é imprescindível que selecione pelo menos 192 kbit/s de qualidade, sendo 320 kbit/s o máximo possível. Para quem quer poupar espaço, mas não quer abrir mão da qualidade, o conselho é escolher por 128 kbit/s.
Atente para a qualidade de áudio do arquivo final, pois isso pode influenciar no tamanho do arquivo. Com essa característica definida, clique em
Atente para a qualidade de áudio do arquivo final, pois isso pode influenciar no tamanho do arquivo. Com essa característica definida, clique em "Converter" para dar início ao processo .
Feito isso, clique no botão "Convert" para dar início à extração do áudio do arquivo de vídeo selecionado. Depois de alguns instantes, o seu arquivo MP3 estará pronto para ser ouvido na pasta definida por você antes da extração.
Vale lembrar que o Free Video To MP3 Converter também pode salvar arquivos em outros formatos, como WAV, WMA e FLAC.

Utilizando ferramentas web 

Como você deve ter percebido, uma das grandes desvantagens do Free Video To MP3 Converter é que ele só extrai o áudio de arquivos de vídeo armazenados no seu computador. Caso o seu objetivo seja extrair o áudio de um vídeo hospedado no YouTube, há o Free YouTube To MP3 Converter, que funciona basicamente da mesma maneira, mas há um método ainda mais simples que não envolve a instalação de nenhum programa.
Há inúmeras ferramentas que executam essa atividade disponíveis na internet, mas talvez o Listen To YouTube seja uma das mais populares da atualidade. No ar há uns bons anos, o site tem um visual simples, mas funciona perfeitamente, sem enrolação ou necessidade de instalação de plugins ou o Java. Para isso, basta copiar a URL do vídeo que você deseja extrair o áudio, acessar o Listen To YouTube, colar o endereço e clicar em "GO".
Para usar o Listen To YouTube basta copiar a URL do vídeo cujo áudio deseja extrair, acessar o site e colar o endereço lá
Para usar o Listen To YouTube basta copiar a URL do vídeo cujo áudio deseja extrair, acessar o site e colar o endereço lá. Clique para ampliar.
O site fará uma rápida verificação da URL fornecida e logo na sequência oferecerá um link para o download do arquivo MP3.
Por fim, basta clicar em
Por fim, basta clicar em "Click here to get your Download Link" e em "Download MP3" para baixar o arquivo MP3 extraído. Clique para ampliar .Basta salvar o arquivo MP3 no seu computador e pronto, assunto encerrado.

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Como fazer quando o seu smartphone ou tablet Android não liga?

Cabo
Smartphones e tablets muitas vezes são nosso braço direito  no dia a dia, mas eles são máquinas e também estão suscetíveis a problemas técnicos. Se você está tentando desesperadamente apertar o botão power do seu dispositivo Android, mas ele não liga de jeito nenhum, respire fundo e saiba que existem algumas maneiras de trazê-lo de volta à vida.
Em primeiro lugar, é importante saber que esse problema também pode ter sido causado por danos no hardware do aparelho e, nesse caso, o ideal é procurar uma assistência técnica autorizada para fazer uma análise mais detalhada. Porém, caso o problema esteja relacionado ao software, você pode seguir algumas dicas e tentar corrigi-lo. Veja o que fazer quando o seu telefone ou tablet Android não liga.

O celular está descarregado?

Certifique-se que ele não está desligado por falta de carga na bateria. Sim, pode parecer brincadeira, mas às vezes passamos tanto tempo usando o aparelho para jogar, ver vídeos no YouTube, trocar mensagens e tirar selfies que, ao deixarmos o dispositivo de lado por alguns minutos, podemos nem perceber que a bateria acabou.
Se a bateria não está 100% descarregada, é possível que um indicador de bateria vazia apareça na tela quando você tenta ligá-lo. Mas se você deixar a bateria descarregar completamente, seu smartphone ou tablet não vai responder quando você pressionar o botão power.
Para resolver esse problema, basta conectar o aparelho em um carregador de parede e deixá-lo carregar. Nesse caso, não adianta tentar ligá-lo imediatamente, é preciso lembrar que muitas vezes o aparelho precisa de alguns minutos de carga até que possa ser ligado.
Deixe-o carregando por cerca de 15 minutos antes de tentar ligá-lo novamente e se o problema tiver sido causado pela bateria descarregada, ele voltará a funcionar normalmente. Se isso não funcionar, tente conectar o dispositivo a outros acessórios, pois o cabo USB ou adaptador de tomada também podem apresentar desgastes e ocasionar problemas. Além de utilizar outros acessórios, também não deixe de testar uma outra tomada.
Cabo

Dispositivo congelado

Assim como os demais sistemas operacionais, o Android também está sujeito a congelamentos. Se isso acontecer com o seu tablet ou smartphone, é possível que o aparelho ligue, mas a tela não funcione porque o sistema operacional está congelado e não responde os comandos dos botões.
Para tentar resolver esse problema, é preciso apelar para um procedimento que corta inteiramente a energia do aparelho, forçando-o a encerrar o sistema e reinicializá-lo. Em um aparelho com bateria removível, você pode retirar a bateria e aguardar cerca de dez segundos para colocá-la de volta – nesse momento, aproveite para conferir se a bateria está inchada ou com vazamentos, principalmente se o aparelho tiver sofrido alguma queda ou outro tipo de acidente; caso a resposta seja afirmativa, procure uma assistência técnica.
Porém, grande parte dos aparelhos modernos não possui bateria removível e para realizar essa interrupção será preciso pressionar longamente o botão power. Alguns dispositivos podem responder após dez segundos pressionando ininterruptamente o botão de liga/desliga, enquanto outros podem precisar de mais tempo. Lembre-se de não soltar o botão até que o aparelho responda e isso deve ser o suficiente para corrigir os congelamentos.

Faça um Factory Reset a partir do Modo de Recuperação

Em alguns casos, a inicialização do Android pode ser interrompida por algum motivo e o aparelho trave imediatamente. Para corrigir isso, ou outros problemas graves relacionados ao travamento, é preciso entrar no Modo de Recuperação do Android e executar um reset de fábrica.
Para fazer isso, você precisa desligar o aparelho e, em seguida, pressionar alguns botões ao mesmo tempo. A combinação exata de botões que você precisa usar depende do modelo do seu dispositivo e para descobrir qual é a correta para o seu aparelho realize uma pesquisa na web com o nome do seu aparelho mais "modo de recuperação" para descobrir quais botões darão acesso a essa ferramenta.
No caso do Nexus 4, por exemplo, é preciso manter pressionado o botão de diminuir volume mais o botão liga/desliga até que o dispositivo seja ligado. O Google, por exemplo, disponibiliza uma página com todas as instruções para realizar uma redefinição para a configuração original em todos os dispositivos da linha Nexus.
 Android Recovery Mode

Restaure o firmware do seu dispositivo

Se o software do seu dispositivo estiver danificado, o processo de reset de fábrica citado anteriormente pode não funcionar. Esse problema pode acontecer, por exemplo, quando você brinca com ROMs personalizadas. Nesse caso, você pode precisar restaurar o sistema operacional de uma maneira diferente e realizar a substituição do firmware.
Dependendo do dispositivo que você possui e do seu fabricante, essa tarefa pode ser fácil ou difícil. Se você tiver sorte, o fabricante do smartphone ou tablet poderá disponibilizar na web uma maneira fácil de fazer isso. O Google, por exemplo, fornece imagens de firmware que você pode instalar manualmente sem grandes dificuldades. A página em questão contém os arquivos binários de imagem que permitem restaurar o firmware original de fábrica do seu dispositivo 
Para outros dispositivos, esse processo pode ser mais complicado e exigir muita cautela. Nesse caso, é melhor recorrer a empresas especializadas para realizar o serviço.

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Como criptografar seu pendrive e proteja seus dados de pessoas mal intencionadas

pendrive
Segurança, privacidade e proteção de dados são assuntos extremamente importantes atualmente. De olho nesses três aspectos da vida digital dos usuários foi que surgiram serviços como Dropbox, OneDrive e iCloud, que armazenam dados na nuvem de maneira segura.
Apesar desses serviços estarem amplamente difundidos sobretudo entre os entusiastas e mais aficionados por tecnologia, um número muito grande de pessoas ainda carrega dados e informações pessoais importantes em pendrives para cima e para baixo. Não há como negar que esses dispositivos são muito práticos e facilitam a vida de qualquer pessoa, contudo, se pararmos para pensar um pouco, se eles forem perdidos ou roubados podem trazer uma baita dor de cabeça para seus donos.
E é justamente com esse pensamento na cabeça que devemos adotar práticas que minem a ação de pessoas mal intencionadas de forma a garantir a segurança e privacidade dos dados armazenados nos pendrives. Nesse ensejo, criptografar o pendrive surge como uma das opções mais eficazes que existe na atualidade. E sabe o que é mais interessante? É que dá para fazer isso com o BitLocker, uma ferramenta nativa do Windows que passa o cadeado em dispositivos de armazenamento em massa, protegendo-os contra bisbilhoteiros, cibercriminosos e pessoas mal intencionadas.
Aprenda a criptografar o seu pendrive ou HD externo com o BitLocker nesse passo a passo agora mesmo.

Passo 1 

Antes de tudo, plugue o seu pendrive no seu computador. Aguarde que ele seja reconhecido pelo Windows e, na sequência, acesse o Painel de Controle do sistema operacional.
No Windows 8, isso pode ser feito tanto pressionando a tecla "Windows" no seu teclado e logo depois digitando "Painel de Controle" quanto clicando com o botão direito do mouse sobre o botão do menu Iniciar e depois selecionando "Painel de Controle".
Antes de tudo, acesse o Painel de Controle do seu computador Windows
Antes de tudo, acesse o Painel de Controle do seu computador Windows (Imagem: captura de tela / Sergio Oliveira) 
No Windows 7, isso pode ser feito simplesmente clicando no menu Iniciar e depois selecionando "Painel de Controle".

Passo 2 

Com o Painel de Controle aberto, procure pela seção "Sistema e Segurança" e clique sobre ela. Na tela que abrir, busque pela seção "Criptografia de Unidade de Disco BitLocker" e clique nela.
No Painel de Controle, acesse a seção
No Painel de Controle, acesse a seção "Sistema e Segurança" e procure pela opção referente ao BitLocker (Imagem: captura de tela / Sergio Oliveira) 

Passo 3 

Esta tela exibe todas as unidades de armazenamento conectadas ao seu computador, quer elas sejam internas, quer sejam externas. Procure pela unidade do seu pendrive ou HD externo conectado (na imagem, a unidade F:) e clique em "Ligar BitLocker" logo ao lado dele.
Localize o seu pendrive e ative o BitLocker para ele clicando em
Localize o seu pendrive e ative o BitLocker para ele clicando em "Ligar BitLocker" (imagem: captura de tela / Sergio Oliveira) 

Passo 4 

Aguarde alguns instantes enquanto o BitLocker vasculha o seu pendrive. Na sequência, uma janela aparecerá pedindo para que você escolha como deseja criptografar o seu pendrive. Marque a opção "Usar uma senha para desbloquear a unidade" e atribua uma senha forte para proteger o dispositivo os dados armazenados nele.
Defina a senha de criptografação da sua unidade de armazenamento. Lembre-se que é importante que ela contenha letras, números e caracteres especiais para dificultar sua quebra
Defina a senha de criptografia da sua unidade de armazenamento. Lembre-se que é importante que ela contenha letras, números e caracteres especiais para dificultar sua quebra (Imagem: captura de tela / Sergio Oliveira) 
Ao término, clique no botão "Avançar" na parte inferior da janela.

Passo 5 

Nesta nova tela, o BitLocker pede pra que você escolha uma forma de armazenar a chave de recuperação que será usada caso você esqueça da senha criada na tela anterior.
Ao todo, são três opções: salvar a chave de recuperação na sua conta Microsoft, em um arquivo ou imprimi-la. Selecione a que você acredita ser a melhor opção para você e clique em "Avançar".
Caso você venha a se esquecer da senha, poderá recorrer à chave de recuperação para reavê-la. Para isso, selecione a forma como deseja armazenar essa chave.
Caso você venha a se esquecer da senha, poderá recorrer à chave de recuperação para reavê-la. Para isso, selecione a forma como deseja armazenar essa chave (Imagem: captura de tela / Sergio Oliveira) 

Passo 6 

Caso o pendrive ou HD externo já possua algum arquivo armazenado nele, o BitLocker perguntará se você deseja proteger apenas os arquivos que já estão lá ou a unidade inteira.
Caso a sua unidade já possua algum dado armazenado, você poderá escolher por criptografar apenas os arquivos ou a unidade inteira
Caso a sua unidade já possua algum dado armazenado, você poderá escolher por criptografar apenas os arquivos ou a unidade inteira (Imagem: captura de tela / Sergio Oliveira) 
A primeira opção é interessante principalmente se você está emprestando o pendrive com algum dado sensível a um amigo e quer que só ele tenha acesso a esses arquivos. Além disso, este método é mais rápido.
A segunda opção é interessante para quem usa o pendrive intensivamente, fazendo dele uma extensão do HD do computador e carregando-o para cima e para baixo. Neste processo, o tempo para criptografar a unidade é superior.

Passo 7 

Ao fim do processo, certifique-se que não há nenhum arquivo do pendrive aberto no Windows e dê início ao processo de criptografia clicando em "Iniciar Criptografia".
Finalmente, feche todos os arquivos armazenados no pendrive e dê início ao processo de criptografia
Finalmente, feche todos os arquivos armazenados no pendrive e dê início ao processo de criptografia (imagem: captura de tela / Sergio Oliveira) 

Passo 8 

Agora o seu pendrive começará a ser criptografado pelo BitLocker. O processo pode levar de alguns a vários minutos, dependendo única e exclusivamente do tamanho da unidade que está sendo criptografada. Ao término, clique no botão "Fechar" que aparece na tela.
Ao final do processo, apenas clique em
Ao final do processo, apenas clique em "Fechar" e pronto, seu pendrive estará protegido dos olhos curiosos dos bisbilhoteiros e dos mal intencionados (Imagem: captura de tela / Sergio Oliveira) 
Pronto, agora sempre que você for acessar os arquivos deste pendrive, será solicitado que você forneça a senha de criptografia. Sem ela, ninguém poderá acessar os seus arquivos e informações pessoais armazenados lá. Logo, eles estarão seguros e fora do alcance de pessoas mal intencionadas.

terça-feira, 26 de maio de 2015

Como criar atalho para dispositivo de reprodução padrão

Trocar o dispositivo de reprodução padrão do Windows pode ser um trabalho desnecessariamente chato, ainda mais se tiveres uma TV conectada ao computador. Conheça criar atalho para ele neste tutorial.

Como criar atalho para dispositivo de reprodução padrão

O programa que será usado é o Audio Switcher. Faça download no site oficial e execute-o. Ele criará um ícone na barra de tarefas do Windows, como mostra a imagem abaixo.
disp-aud-1
Exemplo: Reproduzir criar o atalho para reproduzir o áudio da TV.
Primeiro, certifique-se que o dispositivo da TV está habilitado. Para isso, vá no controle de áudio, clique com o botão direito e escolha Dispositivos de reprodução.
Atalho para dispositivo de reprodução
Clique com o botão direito sobre ele e escolha Habilitar.
Atalho para dispositivo de reprodução
Volte no programa, mude para a guia Settings e marque a opção Close To Tray. Assim ele ficará na barra de notificações quando fecha-lo e os atalhos funcionarão sempre. Você também pode definir para que seja iniciado com o Windows na opção Start when Windows starts.
Atalho para dispositivo de reprodução
Agora vá na guia Hotkeys. Clique na seta de adicionar e escolha o dispositivo.
Atalho para dispositivo de reprodução
Após isso, vá em Hotkey e digite o atalho desejado. No caso do exemplo, Alt+Ctrl+2. Agora, quando apertar o dispositivo de reprodução será alterado.
Atalho para dispositivo de reprodução
Outro programa que pode ser usado para isso é o SetSoundDevice, ou SSD. A vantagem de usá-lo é criar um atalho automaticamente para cada dispositivo de reprodução. Obtenha-o no site oficial e execute-o.
Ao escolher o dispositivo padrão, basta manter a opção Create Shortcut in Program Directory marcada e clicar em Change Default Sound Device que o atalho será criado automaticamente na mesma pasta onde o SetSoundDevice está salvo.
Atalho para dispositivo de reprodução
No caso do tutorial foi criado um atalho para a saída de áudio HDMI de uma placa de vídeo Nvidia, como mostra a imagem.

Atalho para dispositivo de reprodução
Leia também.
como baixar musicas do YouTube.

como colocar brushes no photoshop.
como mudar o idioma do hotmail.
como desinstalar o AVAST antivírus.
como aumentar a memoria virtual do PC.

segunda-feira, 25 de maio de 2015

Como usar o Perspective Warp e Crop

Disponíveis a partir da versão CC do Photoshop, as ferramentas Perspective Warp e Perspective Crop são úteis para recortar imagens ou manipulá-las. Conheça como funcionam no tutorial abaixo.

Como usar o Perspective Warp e Crop

Perspective Crop
A ferramenta Crop permite que você recorte um pedaço da imagem e mantenha apenas este pedaço no documento. Com a opção Perspective, você pode ajustar para usar imagens que estão em perspectiva.
Observe a foto do caminhão abaixo.
corte-18
Com a ferramenta Crop, esse é o resultado que seria obtido.
Como usar o Perspective Warp
Para alterar para a Perspective Crop, clique com o botão direito sobre Crop e escolha-a.
Como usar o Perspective Warp
A seleção fica de maneira similar, porém você pode ajustar os cantos para se adaptarem da forma que precisar. Aqui está quando feita com a imagem do caminhão.
Como usar o Perspective Warp
Ao apertar Enter o programa então recorta a seleção.
Como usar o Perspective Warp
Perspective Warp.
A Perspective Warp permite você ajustar a perspectiva de objetos, sejam eles prédios, carros, casas ou móveis. No exemplo os prédios da parte direita da foto serão colocados mais próximos um do outro, sem causar mais distorção do que a foto original já contém.
Como usar o Perspective Warp.
Vá em Edit -> Perspective Warp.
Como usar o Perspective Warp
Será preciso fazer dois retângulos, cada um para uma fachada dos prédios. Eles devem se unir no mesmo ponto. Basta clicar com o botão esquerdo do mouse, arrastar e ajustar com os círculos posicionados nos cantos. Para facilitar foi ativado a régua (Ctrl+R) e usado uma linha de referência.
Como usar o Perspective Warp
Vá na parte superior do programa, altere de Edit para Warp.
Como usar o Perspective Warp
Com o botão Shift pressionado, coloque o mouse sobre uma das linhas até que fique amarela e aperte o botão esquerdo. Ao fazer isso, os pontos superiores e inferiores serão arrastados em conjunto. Mova-os um pouco para a esquerda e aperte Enter para aplicar as alterações.
Como usar o Perspective Warp
Aqui está a imagem cortada e reajustada feita para o tutorial.
Como usar o Perspective Warp
Vale apontar que os resultados serão diferentes de acordo com a imagem, onde algumas podem mostrar muita ou pouca distorção. O segredo é nunca abusar da ferramenta.


Leia também.
como colocar senha em arquivos ZIP.
como ver um site como ele era antes.
como ver o céu com Stellarium.
como mudar a fonte do Windows Vista.
como melhorar o desempenho do Windows Vista.
como aumentar e colorir legendas.


sexta-feira, 22 de maio de 2015

Como extrair o áudio de um vídeo em MP3 com e sem programa

Música streaming ouvido
Quem viveu na década de 1990 e início dos anos 2000 sabe da dificuldade que era conseguir baixar uma única música em programas como Napster, KaZaa e afins. A lenta conexão discada nos forçava a deixar o computador ligado madrugada adentro para fazer o download de arquivos de pouco mais de 3 MB.
Atualmente, a situação é bastante diferente e só não tem suas músicas preferidas quem não quer. Além de serviços de streaming de música, que atuam dentro da legalidade; e o YouTube, que nos permite ver e ouvir nossos artistas preferidos, ainda há aquele jeitinho de extrair músicas de arquivos de vídeo, estejam eles armazenados no computador ou na plataforma de vídeos do Google.
Hoje, vamos aprender a fazer isso tanto usando um software instalado no computador quanto com ferramentas disponíveis online gratuitamente. Então, se você quer extrair aquele trecho de música de um clipe musical ou até mesmo de uma série, filme ou documentário, a hora é agora.

Utilizando um programa 

Nessa categoria, um dos programas mais populares da atualidade é o Free Video To MP3 Converter que permite carregar vídeos e extrair deles o áudio direto para o computador. O aplicativo é gratuito e pode ser baixado sem problemas.
Passo 1 
Baixe e instale o Free Video To MP3 Converter no seu computador com Windows. Na sequência, abra o programa e, já na tela principal, clique em "Adicionar arquivos".
Com o Free Video To MP3 Converter aberto, clique no botão
Com o Free Video To MP3 Converter aberto, clique no botão "Adicionar arquivos" para selecionar o arquivo cujo áudio será extraído (Imagem: captura de tela / Sergio Oliveira) 
Passo 2 
Na janela que se abre, procure pelo arquivo de vídeo armazenado no seu computador que você deseja extrair o áudio. Feito isso, clique em "Abrir".
Na janela de seleção, procure pelo arquivo que deseja extrair o áudio e confirme clicando no botão
Na janela de seleção, procure pelo arquivo que deseja extrair o áudio e confirme clicando no botão "Abrir" (Imagem: captura de tela / Sergio Oliveira) 
Passo 3 
No campo "Salvar em", defina o local do computador onde você quer salvar o arquivo MP3 que será gerado. Logo abaixo, defina o formato de saída do arquivo para o padrão MP3 no campo "Qualidade". Por fim, clique na lista de seleção ao lado para definir a qualidade do áudio a ser extraído.
Defina o local onde o arquivo de saída será armazenado e selecione a qualidade de áudio final
Defina o local onde o arquivo de saída será armazenado e selecione a qualidade de áudio final. Clique na imagem para ampliar (Imagem: captura de tela / Sergio Oliveira) 
Passo 4 
Dependendo da qualidade selecionada, o arquivo pode ter mais ou menos qualidade. Se você busca por qualidade, é imprescindível que selecione pelo menos 192 kbit/s de qualidade, sendo 320 kbit/s o máximo possível. Para quem quer poupar espaço, mas não quer abrir mão da qualidade, o conselho é escolher por 128 kbit/s.
Atente para a qualidade de áudio do arquivo final, pois isso pode influenciar no tamanho do arquivo. Com essa característica definida, clique em
Atente para a qualidade de áudio do arquivo final, pois isso pode influenciar no tamanho do arquivo. Com essa característica definida, clique em "Converter" para dar início ao processo (Imagem: captura de tela / Sergio Oliveira) 
Feito isso, clique no botão "Convert" para dar início à extração do áudio do arquivo de vídeo selecionado. Depois de alguns instantes, o seu arquivo MP3 estará pronto para ser ouvido na pasta definida por você antes da extração.
Vale lembrar que o Free Video To MP3 Converter também pode salvar arquivos em outros formatos, como WAV, WMA e FLAC.

Utilizando ferramentas web 

Como você deve ter percebido, uma das grandes desvantagens do Free Video To MP3 Converter é que ele só extrai o áudio de arquivos de vídeo armazenados no seu computador. Caso o seu objetivo seja extrair o áudio de um vídeo hospedado no YouTube, há o Free YouTube To MP3 Converter, que funciona basicamente da mesma maneira, mas há um método ainda mais simples que não envolve a instalação de nenhum programa.
Há inúmeras ferramentas que executam essa atividade disponíveis na internet, mas talvez o Listen To YouTube seja uma das mais populares da atualidade. No ar há uns bons anos, o site tem um visual simples, mas funciona perfeitamente, sem enrolação ou necessidade de instalação de plugins ou o Java. Para isso, basta copiar a URL do vídeo que você deseja extrair o áudio, acessar o Listen To YouTube, colar o endereço e clicar em "GO".
Para usar o Listen To YouTube basta copiar a URL do vídeo cujo áudio deseja extrair, acessar o site e colar o endereço lá
Para usar o Listen To YouTube basta copiar a URL do vídeo cujo áudio deseja extrair, acessar o site e colar o endereço lá. Clique para ampliar (Imagem: captura de tela / Sergio Oliveira)
O site fará uma rápida verificação da URL fornecida e logo na sequência oferecerá um link para o download do arquivo MP3.
Por fim, basta clicar em
Por fim, basta clicar em "Click here to get your Download Link" e em "Download MP3" para baixar o arquivo MP3 extraído. Clique para ampliar (Imagem: captura de tela / Sergio Oliveira) 
Basta salvar o arquivo MP3 no seu computador e pronto, assunto encerrado. Fácil, não é mesmo?

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Como gravar automaticamente as chamadas no seu Android

Android Lollipop
A gravação de chamadas é um recurso muito interessante. Alguém já tentou informar um endereço durante uma ligação, mas você não estava preparado para anotá-lo, ou estava com muita pressa? Com essa funcionalidade, basta ouvir novamente a chamada quando estiver em um local mais calmo e anotá-lo.
Já imaginou receber uma série de instruções do seu chefe para realizar um trabalho importante, mas pouco tempo depois esquecer alguns detalhes da execução da tarefa? Mais uma vez, basta ouvir novamente a chamada. Na verdade, esses são apenas alguns exemplos das toneladas de razões pelas quais você pode precisar gravar uma chamada realizada em seu smartphone.
Antigamente, muitos telefones vinham com esse recurso embutido, mas agora a situação é um pouco diferente. Mesmo que os smartphones tenham avançado bastante, a funcionalidade de gravação acabou ficando de fora de muitos modelos. Porém, uma série de aplicativos disponíveis no mercado podem ajudar a resolver esse problema de uma maneira muitos simples e fácil. Hoje vamos conhecer uma dessas opções, o chamado "Gravador de Chamadas".

Passo 1

Baixe o Gravador de Chamadas na Google Play Store. O aplicativo é gratuito e compatível com a versão 2.3 ou superior do Android.
Gravador de Chamadas

Passo 2 

Ao executar o app, você poderá optar por vincular o serviço à sua conta no Google Drive ou no Dropbox para que suas chamadas sejam automaticamente salvas na nuvem. Nessa fase também é possível optar por um item básico da configuração, que permite que o app aumente o volume das chamadas sempre que ela for gravada, melhorando a qualidade da gravação.
Gravador de Chamadas

Passo 3

Vá até o menu "Ajustes" para definir as configurações do Gravador de Chamadas.
Gravador de Chamadas

Passo 4

Por padrão, a gravação automática de chamadas vem ativada. Aqui você também pode realizar alterações como o idioma do sistema, escolher o formato dos arquivos que serão gravados (3GP, AMR ou WAV), entre outras características.
Ainda dentro do menu "Ajustes", na opção "Filtros", há três ajustes padrão para gravações automáticas:
  • Gravar tudo (padrão): Este ajuste grava todas as chamadas, com exceção dos contatos pré-selecionados para serem ignorados;
  • Ignorar tudo: Este ajuste não grava chamadas, com exceção dos contatos pré-selecionados para serem gravados;
  • Ignorar contatos: Este ajuste grava todas as chamadas com as pessoas que não fazem parte da sua lista de contatos, com exceção dos contatos pré-selecionados para serem gravados.
Gravador de Chamadas

Passo 5

Assim que concluir a configuração, o aplicativo está pronto para gravar as chamadas efetuadas e recebidas no seu smartphone. Para você ter certeza de que uma ligação está sendo gravada, um ícone com um círculo vermelho aparecerá na parte superior da tela, na área de notificações.
Gravador de Chamada

Passo 6

Ao término da chamada, uma nova notificação será exibida por meio do ícone de um telefone, avisando que um novo arquivo de áudio foi gravado.
Gravador de Chamadas

Passo 7

Ao clicar nesse ícone, uma série de opções irá aparecer na tela, entre elas: “Reproduzir”, “Salvar”, “Editar notas de chamadas”, “Excluir”, “Compartilhar”, “Chamar”, “Histórico de contatos”, “Detalhes do contato” e “Não gravar este contato”.  A opção "Editar notas de chamadas" permite criar um "assunto" para a ligação e adicionar anotações específicas para cada uma delas.
Gravador de Chamadas
Agora é só ficar de olho na quantidade de gravações que você mantém armazenada em seu smartphone, pois é sempre bom lembrar que elas ocupam espaço no seu gadget. O ideal é manter apenas uma cópia na nuvem.

Atenção,Aviso Legal.

Todos os direitos autorais reservados.
A violação dos direitos autorais é punível como crime, com pena de prisão, multa e indenizações civis .
LEI Nº 9.610
Art. 5º Para os efeitos da Lei, considera-se:
I - publicação - o oferecimento de obra literária, artística ou científica ao conhecimento do público, com o consentimento do autor, ou de qualquer outro titular de direito de autor, por qualquer forma ou processo.
Os donos de blogs ou sites que não respeitam a lei estão sendo notificados,denunciados,tendo seus blogs e sites fechados e processados.
Proibida cópia total ou parcial,e qualquer tipo de reprodução sem autorização em blogs ou sites.
Proibido o uso do nome Como Saber Fazer
O nome Como Saber Fazer é marca registrada e protegido por lei.
Apenas indique a fonte da informação colocando um link para o artigo do blog Como Saber Fazer.
Até agora: 25/06/15.
145 Blogs e
22 sites denunciados.
154 Blogs apagados pelo google.
221 donos de sites e 25 donos de blog respondendo a processos por plágio.
129 vitórias na justiça.
Leia no fim da página o aviso de Copyright.