terça-feira, 30 de junho de 2015

Como mover arquivos por extensão

Quando se tem muitos arquivos em uma pasta, como a pasta de downloads, move-los para uma pasta separada é um trabalho cansativo sem necessidade. Conheça como você pode mover arquivos automaticamente de acordo com a extensão no tutorial abaixo.

Como mover arquivos por extensão

O programa que será usado para o tutorial é o DropIt, que permite monitorar pastas e mover arquivos. Faça download no site oficial e instale-o.
Ao ser instalado, ele criará o ícone como mostra a imagem abaixo.
Mover arquivos por extensão
Clique com o botão direito sobre ele para criar perfis e associações. As associações definem o que fazer com cada tipo de arquivo em um determinado perfil.
Exemplo: Criar associações para copiar arquivos JPG e mover arquivos PNG.
O primeiro passo é definir um novo perfil. Vá em Perfis e escolha Personalizar.
Mover arquivos por extensão
Clique na seta Adicionar e digite um nome pare ele. No caso do tutorial, JPG-PNG. Clique em Salvar.
Mover arquivos por extensão
Escolha o perfil JPG-PNG e clique em Associações.
Mover arquivos por extensão
A regra escolhida deverá copiar os arquivos JPG para uma pasta. Portanto a configuração da imagem deve ser a seguinte:
Mover arquivos por extensão
A regra “*.jpg” define que todo o arquivo com a extensão JPG deverá ser copiado para uma pasta de destino, no caso C:. Clique em Salvar e no botão Adicionar novamente.
Para os arquivos PNG, a configuração é a seguinte:
Mover arquivos por extensão
A estrutura se mantém a mesma do JPG, apenas aponta que arquivos PNG devem ser movidos para uma pasta de destino chamada C:/PNG. Clique em Salvar e dê OK para finalizar.
Opcional: No menu, vá em Opções e marque Ignorar arquivos e pastas não associados.  Caso não faça isso o programa irá perguntar se você quer criar uma associação para arquivos diferentes que foram encontrados na pasta, o que pode atrapalhar mais do que ajudar em pastas com muitos arquivos.
Mover arquivos por extensão
Você pode aplicar as regras criadas de duas formas: manualmente ou com o monitoramento de pastas. Para usar manualmente, arraste uma pasta sobre o ícone do DropIt e ele iniciará o processo.
Já para o monitoramento, vá em Opções, altere para a guia Monitoramento e clique em Adicionar. Defina qual pasta desejada e qual associação. É recomendável colocar um intervalo de tempo de cinco a dez minutos (300 segundos e 1000 segundos respectivamente).
Mover arquivos por extensão
O Dropit também possui suporte a compressão de arquivos em formato zip, extração, upload ou envio por e-mail. O processo é o mesmo: crie um novo perfil, crie uma associação com “* + nome da extensão” e defina-a como a ativa no processo manual ou no monitoramento.

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Como criar um texto com sangue no Photoshop

Quer fazer um texto especial para o Halloween? Esse tutorial mostra duas maneiras de criar um efeito de sangue no texto com o Photoshop.

criar um texto com sangue no Photoshop

Primeiro, crie um documento de 600x400 com o fundo branco. Se for testar os dois métodos, crie dois documentos diferentes.
Método 1: Brushes
Sites como o Brusheezy ou o Deviantart oferecem uma coletânea de brushes com sangue que podem ser usados para fazer efeitos de sangue em textos. O pacote que será usado no tutorial é o O negative brushes. Faça o download nesse link.
Dentro do documento, escreva a palavra sangue. A fonte usada no tutorial é Times New Roman tamanho 110.
texto com sangue no Photoshop
Ao selecionar os Brushes (Atalho:B), uma opção com o brush que será usado aparecerá na parte superior, clique na seta e depois na engrenagem para abrir uma nova janela. Vá em Load Brushes.
texto com sangue no Photoshop
Navegue até onde o brush foi salvo, selecione-o e clique OK.
Com isso feito, crie duas novas camadas e altere o estilo da segunda para Multiply.
texto com sangue no Photoshop
A estrutura ficará assim:
texto com sangue no Photoshop
Vá na camada de texto e aperte Ctrl. Repare que o texto agora está selecionado.
texto com sangue no Photoshop
Com o pacote de brush que você adicionou no Photoshop, pinte a primeira camada com um tom de vermelho mais claro, depois mude para a segunda camada e pinte de um tom mais escuro. Algo importante a se lembrar é que o texto não pode parecer preenchido por completo. Aqui vai um exemplo de como pode ficar. Tente alternar os brushes que estão no pacote
texto com sangue no Photoshop
Apesar disso, ainda não parece tão atraente. Algo que pode fazer é de selecionar o texto e criar uma terceira camada.
Ela deve ficar na parte inferior, abaixo das duas camadas que foram pintadas e da camada de texto. Nela você pode usar os brushes do tutorial ou outros pacotes como este para criar uma arte mais atraente. Observe como ficou a versão final.
texto com sangue no Photoshop
Método 2 - Efeitos
Crie um documento de 600x400 e escreva SANGUE com Times New Roman tamanho 110. Use um tom vermelho no texto.
Duplique a camada de texto e use a opção Rasterize, pois o brush será usado na camada de texto.
texto com sangue no Photoshop
Ao usar o Rasterize, ela se torna editável. Deixe a camada original invisível ao clicar no olho. que fica do lado do T na janela Layers.
texto com sangue no Photoshop
Com um brush da mesma cor que a palavra, desenhe linhas retas como se fosse o sangue escorrendo. De início não parecerá igual, não se preocupe.
texto com sangue no Photoshop
Após feito isso, vá em Filters e depois Liquify.
texto com sangue no Photoshop
Use as opções expandir e reduzir para editar a imagem:
texto com sangue no Photoshop
As configurações usadas no tutorial foram essas:
texto com sangue no Photoshop
Tente manter o mais parecido com a imagem abaixo. Por fim, clique em Ok.
texto com sangue no Photoshop
Com isso feito, clique no botão Fx na janela Layers para adicionar efeitos.
texto com sangue no Photoshop
Os efeitos usados serão: Drop Shadow, Gradient Overlay, Bevel and Emboss. Use as seguintes configurações:
Bevel and Emboss:
texto com sangue no Photoshop
Gradient Overlay:
texto com sangue no Photoshop
Drop Shadow:
texto com sangue no Photoshop
Pronto! Assim ficará a versão final do segundo método.
texto com sangue no Photoshop
Caso queira, você também pode aplicar os mesmos efeitos no método 1 ou mudar um pouco as configurações para um resultado mais interessante. Confira mais tutoriais na área de Photoshop do BABOO.

leia também.
como colocar um ícone em sua pasta do Windows.
como salvar um ícone usando o photoshop.
como gerenciar complementos.

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Como usar mais de uma conta do Dropbox no Android e iOS

Dropbox Android
O Dropbox é um dos principais serviços de armazenamento na nuvem do mercado, oferecendo ótimos recursos e apps para a maioria dos dispositivos móveis existentes, desde Android e iOS até BlackBerry. Apesar de oficialmente fornecer apenas 2 GB de espaço para contas gratuitas, constantemente a empresa faz promoções aumentando a capacidade de armazenamento, podendo chegar facilmente aos 50 GB, então vale a pena começar a utilizá-lo.
Diferente do Google Drive, o serviço não permite conectar mais de uma conta por dispositivo, a não ser que você seja usuário do Dropbox para Empresas. Neste tutorial vamos ensinar como contornar essa limitação de uma maneira bem simples e utilizar o armazenamento combinado de várias contas do Dropbox em uma única usando pastas compartilhadas entre várias contas.

1. Crie uma pasta compartilhada no desktop

Uma pasta compartilhada do Dropbox é simplesmente uma pasta comum que você compartilha com outros usuários. Assumindo que você quer utilizar o espaço da conta secundária, acesse o site do Dropbox pelo navegador e faça login com a conta em questão para ter acesso à estrutura de pastas. Basta, então, criar uma nova pasta para compartilhar. Após criar o diretório, clique no botão "Compartilhar" referente à pasta e digite o e-mail da sua conta principal.
Criar pasta compartilhada no Dropbox
Feito isso, será enviada uma solicitação para sua outra conta. Acesse-a do smartphone ou até mesmo faça logoff no navegador e entre com a conta principal.
Dropbox Aceitar compartilhamento Dropbox Aceitar compartilhamento

2. Crie uma pasta compartilhada no Android

Para criar uma pasta compartilhada no Android, basta selecionar o diretório em questão e tocar no ícone com a seta para baixo na listagem de pastas. No menu de opções, clique em "Compartilhar" e insira o e-mail da conta principal.
Dropbox Android Dropbox Android
Lembrando que você deve fazer logoff da sua conta principal e logar com a secundária para fazer isso e, em seguida, sair da conta secundária e entrar novamente na conta principal.

3. Crie uma pasta compartilhada no iOS

Também é possível compartilhar uma pasta no app para iOS. Como não há como conectar mais de uma conta de uma vez, você terá que fazer logoff da conta principal e logar na secundária. Feito isso, logue na conta secundária, toque no botão de compartilhamento (seta para cima) e selecione "Convidar pessoas para colaborar" - também é possível deslizar o dedo para a direita na lista de pastas, onde também aparecerá o botão de compartilhamento. Basta, então, inserir o e-mail da sua conta principal.
Dropbox iOS Dropbox iOS
Em seguida, faça logoff outra vez e entre na conta principal, onde aparecerá o pedido para aceitar o compartilhamento de pasta.
Com isso você consegue combinar o armazenamento de várias contas do Dropbox em um único dispositivo. E se precisar de mais espaço, basta assinar uma conta premium, que por apenas US$ 9,99 mensais oferece 1 TB de armazenamento e por US$15 mensais oferece espaço ilimitado.

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Como converter arquivos de vídeo para qualquer formato

conversão video assistindo
Em tempos de YouTube, nunca nos relacionamos tão intimamente com vídeos como nos dias de hoje. Não importa se você é um profissional ou amador, é certo que se você nunca mexeu com arquivos de vídeo, mais cedo ou mais tarde o fará.
E é justamente quando colocamos a mão na massa que nos deparamos com uma imensidão de formatos, que precisam ser manipulados e convertidos para determinados formatos a fim de poupar espaço no disco rígido ou simplesmente serem reproduzidos em um dispositivo em específico.
Os softwares disponíveis para converter um arquivo de vídeo para outro formato também são incontáveis e por isso separamos uma lista com as melhores ferramentas gratuitas do gênero para você. Confira:

VLC 

Se tem um programa que pode ser considerado um verdadeiro "faz tudo", esse é o VLC. Muito mais do que simplesmente um reprodutor multimídia, o VLC é capaz de converter arquivos de áudio e vídeo.
Acesse a ferramenta 'Converter Salvar' do VLC para dar início a conversão do seu arquivo de vídeo
Acesse a ferramenta 'Converter Salvar' do VLC para dar início a conversão do seu arquivo de vídeo (Imagem: captura de tela / Sergio Oliveira) 
Para converter seu arquivo de vídeo, abra o VLC e clique em "Mídia" > "Converter/Salvar". Uma caixa de diálogo aparecerá pedindo para você adicionar os arquivos que serão convertidos.
Na tela que se abre, selecione o arquivo a ser convertido clicando em
Na tela que se abre, selecione o arquivo a ser convertido clicando em "Adicionar" e depois clicando em "Converter Salvar" para ir para a tela de seleção do formato de saída (Imagem: captura de tela / Sergio Oliveira) 
Clique em "Adicionar" e selecione o arquivo que você quer converter. Na sequência, clique em "Converter/Salvar". Agora, você precisará especificar um arquivo de saída e seu respectivo formato. Essa é a parte mais chata do processo, pois o VLC não define a extensão do arquivo de saída conforme o formato escolhido, cabendo a você determinar isso. Portanto, se você estiver convertendo um arquivo MP4 para H.264, por exemplo, terá que adicionar a extensão H.264 no fim do nome do arquivo.
Selecione o formato de saída na lista
Selecione o formato de saída na lista "Perfil" e depois aponte o local onde o arquivo será armazenado em "Arquivo de destino" (Imagem: captura de tela / Sergio Oliveira) 
Após selecionar o perfil do arquivo de saída (se ele será um vídeo MP4, OGG ou TS, por exemplo), clique em "Iniciar" para começar todo o processo. Vale lembrar que, dependendo do tamanho do arquivo que você está convertendo, esse processo pode demorar horas. Além disso, dependendo da qualidade do arquivo de entrada, pode ser que o seu computador fique lento e chegue até mesmo a travar. Nesses casos, o melhor é deixá-lo quieto, sem interferir no andamento das coisas.
A parte importante de selecionar o caminho de destino do arquivo é que você precisa definir a extensão do arquivo manualmente. Neste exemplo, o formato de conversão foi MP4, logo tivemos que adicionar a extensão
A parte importante de selecionar o caminho de destino do arquivo é que você precisa definir a extensão do arquivo manualmente. Neste exemplo, o formato de conversão foi MP4, logo tivemos que adicionar a extensão ".mp4" ao fim do nome do arquivo (Imagem: captura de tela / Sergio Oliveira) 
Download: VLC
Formatos suportados: H.264 | MP4 | MPEG-2 | WMV e outros

HandBrake 

Muitíssimo conhecido entre grupos de legendas adeptos do hardsubbing, quando se embute uma legenda num arquivo de vídeo, o HandBrake agora conta opções que permitem converter vários tipos de arquivo de vídeo para diversos formatos.
O grande atrativo do HandBrake é a interface simplificada e bastante intuitiva. Ao selecionar um arquivo para conversão, você é apresentado a uma série de controles separados por abas. Aqui você define o formato de saída, dimensões do vídeo, se haverá legenda embutida etc
O grande atrativo do HandBrake é a interface simplificada e bastante intuitiva. Ao selecionar um arquivo para conversão, você é apresentado a uma série de controles separados por abas. Aqui você define o formato de saída, dimensões do vídeo, se haverá legenda embutida etc. (Imagem: captura de tela / Sergio Oliveira) 
Além da grande quantidade de formatos, o HandBrake ganha pontos por causa da sua interface limpa e intuitiva, que facilita bastante o serviço principalmente para quem nunca se aventurou nesse tipo de atividade. Outro aspecto positivo é que o HandBrake possui versões para os principais sistemas operacionais da atualidade, não se limitando apenas ao Windows. Logo, se você usa Linux ou Mac OS X pode baixá-lo para executar suas conversões sem problemas.
Por fim, com ele você pode ajustar a qualidade do arquivo de saída, cortar aquelas listras pretas que ficam nas partes superior e inferior do vídeo e muito mais.
Com tudo configurado, basta pressionar o botão
Com tudo configurado, basta pressionar o botão "Start" para iniciar a conversão do vídeo. Caso queira converter mais de um arquivo por você, pode adicionar ele a uma fila clicando em "Add to Queue" e depois setar o perfil de conversão de outro arquivo (Imagem: captura de tela / Sergio Oliveira) 
Quando tiver feito os ajustes necessários e definido o formato de saída do arquivo, basta clicar em "Start" para dar início ao processo. Depois, é só esperar e ver o resultado final - simples, sem complicações.
Download: HandBrake
Formatos suportados: H.264 | MKV | MP4 | MPEG-2 | WMV e outros

Any Video Converter 

O Any Video Converter é um daqueles softwares que à primeira vista parecem bem ordinários, sem nenhum diferencial significativo. Contudo, quem o instala logo se surpreende pelo leque de possibilidades de conversão oferecido.
Aqui, é possível não só converter arquivos AVI, MP4, MKV, MOV e FLV entre si, como também extrair apenas a faixa de áudio de um arquivo MP4 para MP3, OGG, AAC, WMA, WAV e FLAC, dispensando o uso de uma ferramenta específica de extração de áudio.
O AVC também conta com um visual bem intuitivo e auto-explicativo. Além de arquivos de vídeo armazenados no computador, ele também trabalha com conversão de DVDs e gravação de vídeos dentro do próprio software
O AVC também conta com um visual bem intuitivo e autoexplicativo. Além de arquivos de vídeo armazenados no computador, ele também trabalha com conversão de DVDs e gravação de vídeos dentro do próprio software (Imagem: captura de tela / Sergio Oliveira) 
Como se isso não fosse suficiente, o AVC vem com uma ferramenta que permite fazer o download de vídeos hospedados em sites como YouTube, DailyMotion e Vimeo. E se você quiser baixar vários dele de uma só vez, não tem problema - o programa organiza uma fila de downloads, que, quando concluídos, são convertidos automaticamente para o formato que você desejar.
Com o arquivo a ser convertido selecionado, você pode definir o perfil de conversão no menu ao lado do botão
Com o arquivo a ser convertido selecionado, você pode definir o perfil de conversão no menu ao lado do botão "Converter agora". Lá, você encontra perfis pré-definidos para formatos e dispositivos específicos (Imagem: captura de tela / Sergio Oliveira) 
Além disso, também é possível realizar alguns ajustes finos, como cortes, correção de cores, brilho e contraste e rotação do vídeo - características que o tornam perfeito para edições rápidas.
O único "porém" do Any Video Converter é que ele tenta instalar barras de navegação no seu computador. Portanto, fique esperto na hora da instalação e desmarque a caixa de seleção no wizard.
Outro recurso bacana é a capacidade de fazer o download de vídeos diretamente do YouTube. Para isso, basta clicar em
Outro recurso bacana é a capacidade de fazer o download de vídeos diretamente do YouTube. Para isso, basta clicar em "Adicionar URL(s)", clicar no botão de "+", colar o endereço do vídeo na web e, finalmente, clicar em "Começar a transferência". Todos os arquivos são salvos na pasta "Vídeos" do Windows (Imagem: captura de tela / Sergio Oliveira) 
Download: Any Video Converter
Formatos suportados: AVI | MP4 | MKV | MOV | FLV e outros

Free Studio 

Se você é daqueles que gosta de ter tudo em um só lugar ou simplesmente não aguenta procurar uma ferramenta específica para converter um formato em particular, o Free Studio é a solução.
Embora não seja uma das ferramentas mais rápidas disponíveis por aí, este software cumpre muito o que se propõe a fazer e os resultados agradam sobretudo quem busca apenas converter um e outro arquivo.
A palavra de ordem aqui é diversidade. O Free Studio trabalha com praticamente todos os tipos de arquivos de vídeo, áudio e imagem. Tudo é feito nessa interface bem objetiva. Adicione os arquivos, defina um perfil de conversão em
A palavra de ordem aqui é diversidade. O Free Studio trabalha com praticamente todos os tipos de arquivos de vídeo, áudio e imagem. Tudo é feito nessa interface bem objetiva. Adicione os arquivos, defina um perfil de conversão em "predefinições" e comece a conversão. (Imagem: captura de tela / Sergio Oliveira) 
Assim como o Any Video Converter, o Free Studio também tem uma ferramenta "chupa-cabra" que baixa todo e qualquer vídeo das principais plataformas de vídeo da atualidade, incluindo aí o YouTube, DailyMotion e até mesmo o Instagram. Portanto, se você quer trabalhar localmente em cima de algum vídeo postado nesses sites, este software pode ser uma opção bastante interessante.
Outra característica do AVC que se repete aqui é o processo de instalação, que esconde algumas pegadinhas e exige atenção redobrada para não acabar com barras de navegação e adwares instalados na máquina.
Preste atenção na hora da instalação do Free Studio para não acabar deixando passar a instalação de barras de navegadores e adwares
Preste atenção na hora da instalação do Free Studio para não acabar deixando passar a instalação de barras de navegadores e adwares (Imagem: captura de tela / Sergio Oliveira) 
Download: Free Studio
Formatos suportados: Todos os formatos de vídeo, áudio e imagem mais conhecidos

Freemake Video Converter 

Se a sua pegada é trabalhar com formatos mais obscuros e menos tradicionais, mas mesmo assim quer ter tudo reunido numa única ferramenta, o Freemake Video Converter foi feito para você.
Além dos tradicionais AVI, MP4, MKV, WMV e FLV, o FVC permite converter arquivos de vídeo par que eles rodem em videogames como PSP, Xbox e PlayStation, além de dispositivos iOS e Android.
O ponto forte do Freemake também é o suporte amplo aos mais variados tipos de arquivos, desde vídeo a imagens, passando por DVD e áudio. Selecione seu arquivo clicando em
O ponto forte do Freemake também é o suporte amplo aos mais variados tipos de arquivos, desde vídeo a imagens, passando por DVD e áudio. Selecione seu arquivo clicando em "Vídeo" e depois selecionando o tipo de dispositivo que o receberá. Aqui há desde os formatos mais tradicionais, até opções para rodar o arquivo no PlayStation, PSP e Xbox (Imagem: captura de tela / Sergio Oliveira) 
Quem está familiarizado com o mundo das legendas pode usar este software para importar os textos e embuti-los diretamente nos arquivos de vídeo. Algo extremamente útil principalmente para quem curte baixar filmes e assisti-los no iPad, por exemplo, que não oferece suporte a legendas externas.
Fora os formatos mais excêntricos, o Freemake Video Converter se diferencia do Free Studio por ser mais leve e ter uma interface mais bem trabalhada e fácil de utilizar.
Feito isso, defina os parâmetros de saída na lista
Feito isso, defina os parâmetros de saída na lista "Predefinidos" e finalmente clique em "Converter" para dar início ao processo (Imagem: captura de tela / Sergio Oliveira) 
Download: Freemake Video Converter
Formatos suportados: Mais de 300 formatos de vídeo, áudio e imagem

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Como criar um Scrapbook para o seu filho ou animal de estimação no Facebook

Pessoa no Facebook
Há algum tempo o Facebook anunciou uma ferramenta chamada Scrapbook, capaz de ajudar a organizar as fotos dos seus filhos e até mesmo do seu animal de estimação na rede social. Agora, meses depois, finalmente a novidade está disponível no Brasil.
O novo recurso surgiu após o Facebook descobrir que 65% dos pais marcam o seu parceiro em fotos de seus filhos a fim de compartilhar as imagens com amigos. Com o Scrapbook, basta configurá-lo para que tanto você quanto seu parceiro marquem seu filho ou animal de estimação nas fotos desejadas.
Você pode criar um Scrapbook tanto para um filho que já possua uma conta no Facebook quanto para menores de 13 anos de idade que ainda não podem fazer parte da rede social. No segundo caso, basta criar uma tag – pode ser o nome da criança, apelido, etc – para marcá-lo automaticamente no Scrapbook.  Veja como usar essa ferramenta e criar o seu próprio Scrapbook.

Passo 1

Utilize a versão desktop do Facebook para ir até o seu perfil e clique em "Sobre". Busque pela opção "Família e relacionamentos". Uma mensagem sobre a função irá aparecer no topo da página, clique no botão azul "Começar".
Scrapbook Facebook
Na próxima etapa, você poderá escolher se deseja ou não que o seu parceiro descrito na sessão de relacionamento do Facebook também poderá marcar as fotos do Scrapbook.
Nota: para criar um scrapbook, você precisará adicionar o seu filho ou animal de estimação como um membro da família. Se eles não possuírem uma conta na rede social, neste momento você criará a tag especial para marcá-lo, como seu nome ou apelido.
Scrapbook Facebook

Passo 2

A página do scrapbook personalizável será aberta e agora você poderá deixá-la com a aparência que desejar, alterando a foto de capa e foto de perfil, além de inserir uma série de fotos por meio da opção "Marcar fotos" para que elas sejam automaticamente adicionadas ao scrapbook.
Scrapbook Facebook
Para acessar o scrapbook criado, vá para o seu perfil e clique em "Fotos". Em seguida, clique em "Álbuns" e selecione o scrapbook desejado.
Todos amam fotos de bebês e animais de estimação e essa ferramenta é interessante para evitar um bombardeio desse tipo de imagens no seu feed de notícias. Porém, é importante relembrar que a privacidade deve sempre ser prioridade, principalmente quando se trata de crianças.
O próprio Facebook alerta: "qualquer foto em que seu filho for marcado aparecerá no scrapbook dele. O scrapbook não tem sua própria configuração de privacidade, mas as fotos neles têm". Portanto, fique sempre atento às configurações de privacidade das fotos, preferencialmente evitando que elas fiquem públicas para todos.

Atenção,Aviso Legal.

Todos os direitos autorais reservados.
A violação dos direitos autorais é punível como crime, com pena de prisão, multa e indenizações civis .
LEI Nº 9.610
Art. 5º Para os efeitos da Lei, considera-se:
I - publicação - o oferecimento de obra literária, artística ou científica ao conhecimento do público, com o consentimento do autor, ou de qualquer outro titular de direito de autor, por qualquer forma ou processo.
Os donos de blogs ou sites que não respeitam a lei estão sendo notificados,denunciados,tendo seus blogs e sites fechados e processados.
Proibida cópia total ou parcial,e qualquer tipo de reprodução sem autorização em blogs ou sites.
Proibido o uso do nome Como Saber Fazer
O nome Como Saber Fazer é marca registrada e protegido por lei.
Apenas indique a fonte da informação colocando um link para o artigo do blog Como Saber Fazer.
Até agora: 25/06/15.
145 Blogs e
22 sites denunciados.
154 Blogs apagados pelo google.
221 donos de sites e 25 donos de blog respondendo a processos por plágio.
129 vitórias na justiça.
Leia no fim da página o aviso de Copyright.