quinta-feira, 31 de julho de 2014

Como Diminuir Travamentos no Android

 
1.Vá para Suas Configurações>Sobre o Telefone>Número da Versão>Clique 7 vezes pra Ativa o Modo Programador.
2.Com o Modo Programador Ativo>Vá Para Parte de Renderização Acelerada Por Hardware>Ative essas 3 opção para Melhora o Desempenho do Seu Android,assim Também Dando uma Melhorada Gráfica nos Seus Jogos.


3.Agora Dessa Lá em Baixo nas Ultimas Opções do Programador>Vá para Partes de Aplicativos como mostra o Print Abaixo>Ative a opção Não Manter Atividades,Depois disso Todos os Aplicativos que Você Sair,Ele Irá Está Rodando em 2º Plano>Limte de Proc. 2º Plano>Ative a Opção de Sem Processo em 2º Plano ou Ate´no Maximo 1 Processo,isso Dentro do Limite de Proc. 2º Plano>Daí Seu aparelho Android economizará Mais Bateria,RAM.Geralmente os Seus Jogos Ficam Com Lags Por causa que Outros apps então Rodando em 2º Plano,Então Agora Você Tera um Desempenho Melhor no Seu Android.
 
 
 

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Como configurar programas iniciados com o computador

As vezes o seu computador pode demorar um pouco demais para ser iniciado. Esse tutorial aborda como o Autorun Organizer pode ajudar a diminuir esse problema.

Desenvolvido pela Chemtable Software, o Autorun organizer é gratuito e oferece uma ferramenta mais detalhada em relação aos programas que são iniciados em conjunto com o computador.
Vale lembrar, porém, que caso tenha o Windows 8, uma alternativa é acessar o gerenciador de tarefas e ir em Inicializar para ver os programas que estão na lista.
O que o AutoRun Organizer provê, porém, são dados do tempo de inicialização geral do computador, delay de inicialização e remoção de aplicativos da inicialização.
Quando iniciado, ele mostrará na parte central os programas que são abertos com o PC, estejam eles no registro, na pasta de inicialização ou no agendador de tarefas.
Configurar programas iniciados com o computador
Já na parte inferior estão os dados gerais, no exemplo o computador supostamente demoraria 449 segundos para ser inicializado completamente. Normalmente o Autorun organizer já oferece uma maneira de diminuir isso com o delay de inicialização.
programas iniciados com o computador
O delay significa que o programa demorará alguns segundos ou minutos antes de ser propriamente inicializado, o que dá um espaço para o computador inicializar todos os componentes mais pesados e ainda sim conseguir responder aos comandos do usuário.
Para determinar isso, selecione um programa, depois vá em Application Details. O Autorun Organizer oferece uma opção padrão de 45 segundos. Caso deseje alterar, clique na seta e vá em Delay Load For. Você colocará em segundos a quantidade do tempo que o aplicativo demorará a ser iniciado.
programas iniciados com o computador
Outra opção é desabilitar temporariamente o programa da inicialização. Sendo preciso apenas clicar na caixa que está ao lado do botão Temporary Disable.
programas iniciados com o computador
Por fim, para remover da inicialização, clique no botão Remove. No caso de ter clicado sem querer nele, não se preocupe, automaticamente o botão Undo Removal aparecerá. Clique para que ele volte a lista de inicialização.
programas iniciados com o computador
A última opção no Autorun Organizer é adicionar aplicativos a inicialização. Para isso, vá em Add.
programas iniciados com o computador
No caminho Path clique nos “…” para encontrar o executável desejado. Automaticamente ele irá dar um nome a ele, mas você pode dar outro caso queira. Clique em Next. Escolha onde a chave de registro de inicialização será criada e clique em Finish.
programas iniciados com o computador
Agora da próxima vez que você reiniciar o seu computador o programa será inicializado. Isso conclui o tutorial de configurar programas iniciados com o computador com a ajuda do AutoRun Organizer.

Leia também.
como fazer skins (mascaras) para MSN.
como dividir um arquivo em partes.
como converter vídeos para RMVB.
como criar uma lista em ordem alfabética no Word.
como remover o Windows messenger do PC.
como ver um site como era antes.

terça-feira, 29 de julho de 2014

Como ter Internet grátis da TIM



Neste metodo será necessario pelo menos 1 centavo de creditos, e uma nova conta de rede. vamos começar-> crie uma conta de dados e coloque:
Apn= midia.tim.br
proxy= 200.179.66.242
porta= 8080


E tambem tem essa outra se quizerem testarem (Tirada da área S40 mas não deixa de ser configurações, ou seja aqui podem está em outra Linguagem que tem no android):

1º: Menu>Configurações>Configuração>Configs. pessoais>Adicionar>Ponto de acesso
2º: Nome da conta= Wap Grátis
3º: Configs. pt. acesso
Portadora de dados= Dados de pacote
4º: Configs. portadora
Pt. acesso dados pac.= telemetria.tim.br
Tipo de rede= IPv4
Tipo de autenticação= Normal
Nome do usuário= tim
Senha= tim
5º: Volte para Configs. pessoais
Vai aparecer a conta que acabou de ser configurada com o nome Wap Grátis
6º: Ative-o


E tem via Handler colocando no BackQuery:

/?0.facebook.com.proxytea.appspot.com?

/?0.facebook.com.mebapp.com/power/o/http?


Leia também.
como saber quantos visitantes seu site ou blog teve.
como apagar um arquivo que não quer apagar.
como ativar o java script.
como colocar senhas nos arquivos do power point.
como retirar vírus do PC.
como converter arquivos PDF.

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Como verificar erros no HD e sumário de dados

Esse tutorial abordará a como analisar os dados do seu HD e verificar erros no HD com a ajuda de dois programas o Xinorbis e o HDDScan.

O Xinorbis é um programa gratuito desenvolvido pela Maximum Octopus. Ele é encontrado em seu site oficial Ele oferece informações sobre os tipos de arquivos que se encontram no seu HD, o espaço que ocupam, propriedades e extensões.
Para verificar o seu HD, clique em Select. Uma nova tela abrirá onde você escolherá o HD e clicará em OK. Vá em Scan agora. Um menu mostrará o progresso da verificação.
Como verificar erros no HD
Quando finalizado, ele te dará um sumário de que tipos de arquivo possui no HD, como programas, imagens, vídeos, áudio e por aí vai.
verificar erros no HD
Mais detalhes são encontrados na guia Folder Properties, que quebra as informações em pequenos pedaços. Por exemplo, que ver quanto cada tipo de arquivo ocupa, vá em File Type.
verificar erros no HD
Como mostra a imagem abaixo, o HD verificado tem em sua maioria arquivos EXE.  Para isso foi preciso apenas clicar na opção Programs.
verificar erros no HD
Caso mude para outra como no caso, Graphics, ele mostrará outro gráfico com os tipos de arquivos encontrados. No caso de mais de um usuário, vá na guia Users para ver quanto de espaço em disco cada um ocupa com os arquivos.
Usando itens personalizados
Para usar os itens personalizados nos filtros, vá para a guia Extensions. Clique com o botão direito do mouse em cima de uma das extensões que você quer usar, vá em Add To e escolha uns dos 10 itens Custom.
verificar erros no HD
Agora da próxima vez que você realizar o Scan, ele automaticamente adicionará no sumário.
Produzir relatórios
Os relatórios podem ser produzidos tanto pela guia Quick Reports ou ao clicar em File e Save Reports. A primeira opção garante relatórios feitos com as configurações padrões, enquanto a segunda parte oferece maior personalização.
Por exemplo, você quer gerar um relatório em HTML, mas não quer que todos os dados estejam nele. Vá em File, depois Save Reports.
verificar erros no HD
Marque a opção HTML Report, clique em Options e vá em Edit.
verificar erros no HD
Na nova janela, a parte esquerda mostra o que você pode adicionar ao relatório, enquanto a direita mostra o que já existe no relatório. Para remover um item, clique nele e depois na seta mostrada na imagem abaixo.
verificar erros no HD
Já para adicionar outro, clique com o botão esquerdo em um dos itens da parte esquerda. Existe porém, um limite de 15 itens por relatório. Portanto caso você clique e não aconteça nada, significa que você terá de remover um dos que já estão nele.
Agora que você entende como ver alguns dados sobre o seu HD, você usará o HDDScan para verificar por erros.
O HDDScan também é outro programa gratuito, que existe apenas em versão portátil em seu site oficial. Sendo assim muito mais prático para armazenar em pendrives ou outros dispositivos removíveis.
Ele oferece relatórios sobre o tempo de leitura, gravação, relatórios S.M.A.R.T. e informações básicas sobre o seu HD.
Iniciando uma verificação
Para iniciar uma verificação, clique no ícone com uma lupa em cima do HD e vá em Surface Tests. Uma tela na parte superior será aberta. Nela você pode escolher em qual LBA o teste será iniciado, em qual será finalizado e o tamanho do bloco.
verificar erros no HD
Para escolher entre testes de verificação, leitura ou apagar, basta marcar um dos ícones de Verify, Read ou Erase. Por fim, clique em Add Test.
verificar erros no HD
Na parte inferior do programa será aberta outra janela com o teste que está em procedimento. Quando finalizado, dê dois cliques para ter relatórios sobre o que foi testado. Caso queira salvar, clique em Report e depois em Save to File ou Print.
verificar erros no HD
O mesmo funciona para testes S.M.A.R.T. off-line. Clique no ícone e vá em Smart Offline tests. Existe a opção de realizar um teste curto (short test) ou um estendido (extended).
verificar erros no HD
Por fim, caso você deseje informações básicas sobre o seu HD, clique em Identity Info. Isso também permite com que você exporte os dados, assim como nos relatórios ao clicar em Save to File.





verificar erros no HD


sexta-feira, 25 de julho de 2014

Como exportar arquivos do Powerpoint 2013

Esse tutorial abordará algumas dicas na hora de exportar arquivos do Powerpoint 2013, como exportação em PDF, inserir dados no Word e muito mais.

Configurações na hora de exportar PDFs
Para exportar PDFs no PowerPoint 2013 é bem simples, com o seu arquivo aberto, vá em Exportar e clique em Criar um documento PDF / XPS. Por padrão ele cria apenas um conjunto de slides, cada um em sua respectiva página, assim como está no seu documento. Para alterar isso, vá em opções.
Dicas para exportar arquivos do Powerpoint 2013
Por exemplo, caso queira que mais de um slide esteja em uma página, alterne de Slides para Folhetos na opção Publicar. É possível até nove slides por página listados horizontalmente ou verticalmente.
exportar arquivos do Powerpoint
Não é preciso, também, exportar todos os slides. Você pode optar por uma seleção ou por folhas específicas. Marque então a opção Seleção.
exportar arquivos do Powerpoint
No caso de seleção, lembre-se de escolher previamente os slides que você quer exportar na área principal do Word. Caso eles não estejam em uma ordem contínua, clique ctrl+ o botão esquerdo do mouse para os exportar.
Para slides contínuos, é só mudar a opção para “Slides De:” e escolher ao lado de qual até qual slide que será usado. Para Slides ocultos, marque a opção Incluir slides ocultos.
exportar arquivos do Powerpoint
Se você não quer exportar as imagens, mas sim apenas os pontos principais, use a opção de exportação Modo de exibição de Estrutura de tópicos. Ele criará uma visualização com os títulos de cada slide listados em um documento.
Quando tudo estiver de acordo com o que deseja, clique em Publicar para exportar o seu PDF.
Folhetos
Os folhetos são uma função interessante do Powerpoint, porém não muito lembrada. Ela permite que você exporte os slides para o Word e os transforme em folhetos. Para isso vá em Exportar e criar folhetos.
exportar arquivos do Powerpoint
Você receberá a opção de escolher como serão criados esses folhetos, com anotações ao lados dos Slides, abaixo, os tópicos principais e por aí vai.
exportar arquivos do Powerpoint
Preste atenção em uma coisa, porém. Na parte inferior, existem duas opções: Colar e Colar Vínculo. A segunda opção não cola os Slides em si, mas sim cria um vínculo entre o PowerPoint e o Word.
Existe uma grande vantagem, porém. Caso você altere qualquer coisa dentro do documento original no PowerPoint, isso já se refletirá no Word.
Em contrapartida caso tenha de compartilhar o documento com outra pessoa, você terá de enviar os dois documentos. É mais recomendável usar esse modo no caso de slides com muitas imagens que não podem ser replicados de maneira rápida no Word.
Exportar imagens de alta resolução.
Você pode salvar também cada slide como um arquivo PNG. Para isso, vá em Arquivo, Salvar como e escolha o local. No tipo de arquivo altere para arquivo PNG.
exportar arquivos do Powerpoint
Ele mostrará se você quer exportar apenas esse slide ou todos.
exportar arquivos do Powerpoint
Porém, é possível também fazer com que eles sejam exportados com uma resolução maior. Para isso você precisará usar o editor de registro do Windows, portanto preste atenção.
Abra o Executar (atalho Windows+r), escreva regedit e clique em OK.
exportar arquivos do Powerpoint
Navegue até o seguinte local: HKEY_CURRENT_USER\Software\Microsoft\Office\15.0\PowerPoint\Options
Na tela da direita, clique com o botão direito do mouse e vá em Novo e em Valor DWORD (32Bits), o seu título deverá ser ExportBitmapResolution.
exportar arquivos do Powerpoint
Clique duas vezes para o editar. Altere o valor para Decimal, ou seja, ele irá exportar imagens widescreen (16:9) em 1280×720.
exportar arquivos do Powerpoint
Clique em OK e reinicie seu PC para que funcione.
Caso queira resoluções ainda maiores, fique atento para os dados que você deverá usar:
  1. Para imagens com resoluções de 1000×750 ou 1333×750 (16:9) = Valor decimal 100
  2. Para imagens com resoluções de 1500×1125 ou 2000×1125 (16:9) = Valor decimal 150
  3. Para imagens com resoluções de 2000×1500 ou 2667×1500 (16:9) = Valor decimal 200
  4. Para imagens com resoluções de 3000×2250 ou 4000×2250 (16:9) = Valor decimal 300
Algo importante para se lembrar também é que de acordo com o tamanho de resolução a ser usado, certifique-se que os arquivos também tenham altas resoluções para não prejudicar a qualidade da imagem.


Leia também.
Como resolver erros do Skype.
Como remover o vírus sality.
Como recuperar o gerenciador de tarefas.
Como desativar as propagandas do Utorrent.
Como fazer cursos Online gratuitos.
Como converter vídeos para RMVB.

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Como criar Backups com FBackup 5

Esse tutorial aborda como realizar backup com o FBackup 5.0, uma ferramenta de backup gratuito.

Desenvolvido pela Softland, o FBackup é uma versão gratuita do Backup4all, apesar de não conter todas as funcionalidades do outro programa, ainda é muito eficaz em seu objetivo, ou seja, realizar backups de arquivos do seu computador.
Criar um backup
Após realizar o download de seu site oficial, instalar e executar o FBackup, você verá uma tela similar a essa, clique em New Backup para criar o primeiro backup.
Como Criar Backups com FBackup 5
Ele pode ser salvo tanto em um HD do PC ou em outro computador dentro da rede local. No caso do HD, selecione o drive desejado e onde a pasta será armazenada, como mostra a imagem abaixo e clique em Next.
Criar Backups com FBackup 5
A próxima etapa é adicionar quais arquivos ou pastas que você deseja. No seu Backup. Para adicionar pastas, selecione Add Folder, já arquivos, vá em Add Files.
Criar Backups com FBackup 5
O FBackup também oferece plug-ins pré determinados, como e-mails do Windows Live Mail, arquivos do Outlook, a pasta minhas fotos, meus documentos ou os favoritos dos navegadores instalados. Para acessar a opção, clique onde está escrito Selection of Files and Folders e escolha o desejado.
Criar Backups com FBackup 5
Ao clicar em Save, terá duas opções. Save e Save and Run. O Save apenas salva o backup para ser efetuado depois. Já o Save And Run armazena a configuração e executa o backup. No caso do tutorial, escolha Save and Run.
Criar Backups com FBackup 5
Você voltará para a tela inicial, onde verá o seu backup sendo realizado. Uma tela avisará quando está completo.
Testar para erros
Caso queira certificar que o seu backup tenha sido efetuado corretamente, clique na opção Test para fazer um teste no arquivo compactado.
Criar Backups com FBackup 5
Vale lembrar que o tempo de duração desse teste varia em relação a quantidade de arquivos compactadas.
Fazer backup para mídia removível ou HD externo
Para fazer um backup em qualquer tipo de mídia removível, vá em New Backup, mas dessa vez clique em Advanced Mode.
Criar Backups com FBackup 5
Na guia Destination haverão quatro opções: Local Hard Drive, External Hard Drive, Removable e Network.
Criar Backups com FBackup 5
Para alterar o destino para um HD externo, clique na opção External Hard Drive, depois marque Change destination to External hard Drive e selecione o seu drive externo.
Criar Backups com FBackup 5
Já para Removable, selecione a opção Removable e clique em Change Destination to Removable Media.
Criar Backups com FBackup 5
Em ambos os casos você pode escolher a pasta que receberá o backup ao clicar em Browse ao lado de folder.
Como é usado o modo avançado dessa vez, para você adicionar os arquivos, deverá clicar em Sources e depois em Add Folder ou Add Files, no caso de pastas ou arquivos, respectivamente.
Criar Backups com FBackup 5
Agendar backups
O modo avançado também permite o agendamento de backups de tempos em tempos. Para isso entre na opção Scheduler.
Criar Backups com FBackup 5
Para criar um novo parâmetro, vá em Add. Na próxima tela você poderá escolher quando (when) isso ocorrerá e o que (what) ocorrerá.
Criar Backups com FBackup 5
Escolha quando o backup será realizado. Na tela When, vá em Add.
Criar Backups com FBackup 5
Você pode escolher quando no calendário e hora na parte superior e se ele irá ocorrer mais de uma vez. Caso queira diariamente, escolha Daily. Já semanalmente deve escolher Weekly. Monthly efetuará a ação uma vez por mês.
Criar Backups com FBackup 5
Outras opções especiais são At User Logon e On Idle. Quando você efetuar o login em sua máquina, o FBackup automaticamente realizará o backup dos dados determinados anteriormente por você. Já o modo On Idle, ele executará a tarefa assim que o computador não estiver sendo mais usado.
Você pode configurar quanto tempo ele deve ficar sem uso para que o backup seja realizado na tela When. Marque a opção Star the task only if the Computer is idle for. Você pode escolher de um minuto a um dia, como mostra a imagem abaixo.
Criar Backups com FBackup 5
Na tela What, esse tutorial mantém a opção Backup. Você pode também agendar para fazer um teste nos backups, é só escolher a opção Test.
Criar Backups com FBackup 5
Para concluir, clique em Finish.
Criar Backups com FBackup 5
Quando voltar para o modo avançado, verás que agora já existe um agendamento pronto. Quando tudo estiver de acordo com o que deseja, vá em Save and Run para iniciar o backup para seu HD externo ou disco removível.
Restaurando um backup
Para restaurar um backup, selecione ele na pasta principal e vá em Restore.
Criar Backups com FBackup 5
O Fbackup perguntará a você se quer restaurar esse backup na pasta original ou em outro local. Para esse tutorial será usado a pasta original. Caso queira a segunda opção, marque Choose Another Location e clique no ícone de pasta para determinar o local a que receberá os arquivos.
Criar Backups com FBackup 5
Você não precisa necessariamente restaurar todos os arquivos, no caso de apenas um arquivo com problema, vá em Choose Files and Restore the Latest Version. Clique em Next.
Criar Backups com FBackup 5
Na tela que aparecerá, você pode então escolher quais são os arquivos do backup que usará, clique na caixa que se encontra ao lado deles para marcar ou desmarcar.
Criar Backups com FBackup 5
Clique em Finish para iniciar a restauração.
Quando existem muitos arquivos em um backup, há também a opção de se usar um filtro. Para isso você deverá marcar a opção Choose / Filter Files and restore the latest Version e clicar em Next.
A próxima tela será onde você marcará quais os arquivos que poderão ser restaurados, mas dessa vez clicará em next novamente.
É então a hora de aplicar os filtros. Clique em Add.
Criar Backups com FBackup 5
Ele oferece as opções Add Include ou Add Excluse. O Add Incluse significa que arquivos que caírem no filtro serão inclusos na restauração. Já o Exclude remove tais arquivos.
Esses filtros são baseados na extensão do arquivo. Marque a opção Filename e clique em Add.
Criar Backups com FBackup 5
Lá você pode encontrar uma seleção de extensões já pre configuradas, como arquivos *.doc, *.bmp, dentre outros. Para adicionar uma extensão nova, basta escrever no campo e clicar em Ok.
Criar Backups com FBackup 5
Volte para a tela anterior e clique em Ok.
Pronto, o seu filtro está configurado. Você pode clicar em Change to Include ou Change to Exclude para rapidamente modificar qual o seu parâmetro, baseado no que foi mostrado acima (de adicionar ou não na restauração), como mostra a imagem abaixo.
Criar Backups com FBackup 5
Clique em Finish para finalizar a restauração. Isso conclui o tutorial de criar backup com FBackup 5.

Leia também.
como baixar musicas do YouTube.
como gravar um vídeo da webcam do MSN.
como colocar brushes no photoshop.
como mudar o idioma do hotmail.
como desinstalar o AVAST antivírus.
como aumentar a memoria virtual do PC.


Atenção,Aviso Legal.

Todos os direitos autorais reservados.
A violação dos direitos autorais é punível como crime, com pena de prisão, multa e indenizações civis .
LEI Nº 9.610
Art. 5º Para os efeitos da Lei, considera-se:
I - publicação - o oferecimento de obra literária, artística ou científica ao conhecimento do público, com o consentimento do autor, ou de qualquer outro titular de direito de autor, por qualquer forma ou processo.
Os donos de blogs ou sites que não respeitam a lei estão sendo notificados,denunciados,tendo seus blogs e sites fechados e processados.
Proibida cópia total ou parcial,e qualquer tipo de reprodução sem autorização em blogs ou sites.
Proibido o uso do nome Como Saber Fazer
O nome Como Saber Fazer é marca registrada e protegido por lei.
Apenas indique a fonte da informação colocando um link para o artigo do blog Como Saber Fazer.
Até agora: 25/06/15.
145 Blogs e
22 sites denunciados.
154 Blogs apagados pelo google.
221 donos de sites e 25 donos de blog respondendo a processos por plágio.
129 vitórias na justiça.
Leia no fim da página o aviso de Copyright.