Blog Search / Pesquisa no Blog.

Translator / Tradutor.

Advertisement / Anúncio.

sexta-feira, 17 de abril de 2015

Como instalar o aplicativo da Netflix no Windows 8

Netflix
O Windows 8 trouxe várias novidades para o sistema operacional da Microsoft, entre elas o suporte a aplicativos “estilo” Windows 8. Eles ocupam a tela toda e são amigáveis tanto ao uso em máquinas convencionais quanto em equipamentos com telas sensíveis ao toque, como é o caso dos tablets e também de alguns computadores.
Assim, algumas empresas lançaram aplicativos exclusivos para o Windows 8, que oferecem uma experiência também bastante específica na hora de utilizar um serviço. Um bom exemplo disso é a Netflix, um dos serviços de streaming de vídeos mais utilizados no mundo e que pode ser acessado de um jeito diferenciado no Windows 8.
E fazer isso é bem simples, então confira agora como tudo funciona.

Passo 01

Primeiramente, acesse a página da Netflix na Windows Store.

Passo 02

Ao carregar a página no seu navegador, é bem provável que o sistema identifique que se trata de um app e então abrirá o app da Windows Store automaticamente. Caso isso não aconteça, basta clicar em “Exibir na Windows Store”.
Netflix no Windows 8

Passo 03

Na tela do aplicativo dentro da Windows Store, clique em “Instalar” e aguarde até que o download e a instalação sejam concluídos. Você pode continuar usando o PC normalmente enquanto isso, pois um aviso surge na tela assim que este processo for finalizado.
Netflix no Windows 8

Passo 04

Agora, basta ir até a tela inicial do Windows e encontrar o aplicativo da Netflix. Clique sobre ele para abrir.
Netflix no Windows 8

Passo 05

Faça login em sua conta — ou então crie uma conta nova — e aproveite tudo o que o serviço de streaming de filmes, séries e desenhos animados tem para oferecer.
Netflix no Windows 8



quinta-feira, 16 de abril de 2015

Como converter imagem em texto editável no Android

no celular
Muita gente costuma usar o smartphone para fotografar documentos físicos para lê-los depois, ou então para registrar dados, como no caso de cartões de visita. O que muitos não sabem é que simples aplicativos podem facilitar nossa vida na hora de converter imagens em textos digitais e editáveis. Um dos apps que oferece esse recurso é Google Keep.
Apesar de possuir uma série de ferramentas excelentes e uma interface muito simples e prática, o Google Keep ainda é uma ferramenta subestimada pela maioria dos usuários de dispositivos Android, que desconhece todas as suas funções. Uma delas é uma tecnologia chamada reconhecimento ótico de caracteres (OCR), que é a responsável pela "mágica" da conversão de imagem em texto.
O Google Keep é gratuito e está disponível na Play Store para smartphones e tablets Android. Além disso, ele possui uma extensão para o navegador Google Chrome e uma versão web. Veja abaixo como utilizar o aplicativo para converter imagens em textos editáveis no seu dispositivo.

Passo 1

Baixe o Google Keep em seu dispositivo. Ao abrir o app, toque no círculo vermelho com "+", no canto inferior direito da tela inicial (ou na câmera fotográfica, caso possua uma versão mais antiga instalada). Em seguida, escolha uma imagem da sua galeria, ou então tire uma nova foto do item desejado.
Google Keep Imagens

Passo 2

Após abrir ou tirar a foto desejada, clique no ícone com os três pontinhos, localizado no canto superior direito. Em seguida, vá em "Capturar texto da imagem" para fazer a leitura do conteúdo.
Google Keep Imagens

Passo 3

Ao término do processo de leitura, o texto editável irá aparecer logo abaixo da imagem, no campo "Título". Agora você pode editar, selecionar, copiar e colar no WhatsApp, SMS, rede social, agenda de contatos ou outras aplicações no seu aparelho.
Google Keep Imagens
O Google Keep consegue diferenciar acentuação, letras maiúsculas e minúsculas, entre outros detalhes. Todas as imagens utilizadas no aplicativo ficam registradas em sua galeria de notas.

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Como usar o Photoshop para criar GIFs a partir de vídeos

Photoshop
Por mais que muita gente reclame do formato técnico, os GIFs animados são um presente que a internet nos deu. Não pelo fato de serem imagens em movimento, mas porque, na grande maioria dos casos, eles são usados como ferramenta de humor — e isso sempre é fantástico.
Só que a forma como esse conteúdo surge ainda é um mistério para muitos. Alguns sites até oferecem a possibilidade de criar suas animações a partir de uma sequência de fotos, mas quando o conteúdo vem de um vídeo a coisa muda de figura. Afinal, como é possível remover um trecho de um filme e disponibilizá-lo em um arquivo bem menor?
Poucos sabem, mas uma das formas mais comuns de fazer isso é pelo próprio Photoshop. A função está disponível no programa desde a versão CS5 Extended e consegue ser mais simples do que muita gente pensa — mesmo com as diversas opções que marcam os softwares da Adobe.
GIF Tutorial
Para isso, no entanto, é preciso que o vídeo em questão seja suportado pelo Photoshop. Assim, para criar seu GIF, o material base precisa pertencer a uma dessas extensões: .264, .3GP, 3GPP, AVC, AVI, F4V, FLV, MOV (Quicktime), MPE, MPEG-1, MPEG-4, MPEG-2, MTS, MXF, R3D, TS e VOB.
1. Para começar, clique em Arquivo e, em seguida, selecione a opção Importar e, depois. Quadros de vídeos para camadas.
Tutorial GIF
2. Escolha o vídeo desejado e uma nova janela deve abrir. Clique na opção Somente Intervalo Selecionado. Isso vai permitir que você determine qual trecho do filme vai ser transformado em GIF.
Em seguida, delimite onde a animação deve começar e encerrar. Dependendo do tamanho do recorte, pode ser um pouco chato fazer isso com exatidão, mas é possível ir conferindo o estado a partir do pequeno player integrado.
Quando estiver pronto, clique em Ok.
Tutorial GIF
3. Isso vai fazer com que o GIF esteja praticamente pronto, embora ele apenas apareça como uma imagem estática na sua tela.
4. Repare que, logo abaixo, há uma pequena aba chamada Timeline. Clique sobre ela e você verá que todas as camadas criadas estão ali. Cada uma delas representa um frame do vídeo original e, consequentemente, de sua animação. Assim, caso o seu recorte tenha ficado um pouco maior do que o esperado, você pode eliminar o excesso selecionando os quadros sobressalentes e clicando na lata de lixo logo abaixo.
Tutorial GIF
5. Ainda na aba Timeline, tenha certeza de que a opção Sempre está selecionada. Isso vai fazer com que o GIF entre em um looping contínuo.
6. Quando tiver terminado sua edição, clique novamente em Arquivo e selecione Salvar para Web.
Tutorial GIF
7. Na nova tela, clique no campo localizado no canto superior direito e selecione uma das opções GIF. O número corresponde ao total de cores e, quanto maior ele for, maior será o tamanho do arquivo final. Você pode testar os vários modos e conferir o resultado na imagem logo ao lado.
Tutorial GIF
Lembre-se também de alterar o tamanho da figura mais abaixo. Como um GIF é sempre pesado, o ideal é não fazê-lo muito grande para facilitar o compartilhamento.
Pronto! Com isso, você será capaz de transformar qualquer vídeo em uma animação rápida em questão de segundos

terça-feira, 14 de abril de 2015

Como fazer backup das fotos do seu tablet ou smartphone android.

Foto comida Instagram
Atualmente, a maioria das pessoas sempre tem um smartphone por perto para fotografar um momento único e inesperado, sejam eles passeios, noitadas, encontros com os amigos, entre outras situações. Mas já imaginou se todos esses registros fossem perdidos para sempre? Essa possibilidade não é tão remota assim se pensarmos na quantidade de dispositivos móveis que são roubados diariamente, ou até mesmo em problemas técnicos irreparáveis pelos métodos tradicionais.
Por isso, a opção mais inteligente é nunca se esquecer de fazer um backup de segurança dos seus dados. Existem várias opções para realizar esta tarefa, desde a sincronização manual até uploads automáticos. E se você tem um gadget com sistema Android, separamos os métodos mais eficazes para salvar suas informações de maneira segura e sem o medo de que elas serão deletadas.

Backup de fotos para o PC

Para salvar uma cópia de segurança das fotos do seu smartphone ou tablet em seu PC (Windows ou Linux), é preciso conectar um cabo USB (de preferência aquele que veio junto com o aparelho) e copiar manualmente os arquivos da pasta do dispositivo listado para a pasta de destino escolhida.


Dependendo do modelo do seu aparelho com Android, uma notificação deve aparecer confirmando que ele está conectado como MTP (Dispositivo de mídia) ou PTP (Câmera).  O PTP e o MTP permitem ao usuário transferir imagens sem instalar qualquer outro software, uma vez que estes protocolos são compatíveis com os mais recentes sistemas operacionais.
Salvar fotos PC
As fotos salvas geralmente ficam na pasta DCIM. Então procure por essa pasta no navegador de arquivos do sistema operacional do seu PC e arraste o conteúdo para a pasta desejada no seu computador. Feito isso, você terá a vantagem de poder excluir as fotos do seu dispositivo diretamente pelo PC.
Transferir fotos PC
Dependendo da fabricante do telefone, o software para realizar essa ação pode estar disponível e a sincronização de fotos com o PC acontece automaticamente. A HTC, por exemplo, fornece esse tipo de software. Já os usuários de Mac OS X vão precisar usar um aplicativo chamado Android File Transfer para copiar os dados de um dispositivo Android para o computador.
Caso seu smartphone possua um cartão microSD, e se os seus dados estiverem armazenados nele, outra opção é ejetar o cartão do aparelho e, com a ajuda de um adaptador, colocá-lo diretamente no leitor do PC. Isso permite realizar a transferência sem o auxílio de um cabo USB, mas embora esse tipo de backup seja manual é útil, ele torna a exibição de suas fotos um pouco limitada. Uma opção mais interessante é fazer cópias de segurança, utilizando recursos de sincronização oferecidos por apps de armazenamento na nuvem.

Envie suas fotos para a nuvem

Quando o assunto é salvar dados na cloud, uma das opções de backup mais usadas é o Dropbox, que uma vez configurado irá sincronizar suas fotos (e vídeos, caso haja interesse) automaticamente com a nuvem. Para automatizar o processo, basta acessar o aplicativo em seu Android e ativar a opção de "Envio da Câmera". Dessa forma, você pode recuperá-las a qualquer momento e em qualquer dispositivo que tenha o app instalado, ou via web.
Outra opção é o OneDrive, serviço de nuvem da Microsoft, que oferece uma capacidade inicial de 15GB para novas contas, e possui um aplicativo para Android muito útil, com suporte para backup automático de fotos e vídeos. A ferramenta de backup da câmera é gratuita e funciona em segundo plano, com a possibilidade de escolher uploads via conexões Wi-Fi ou plano de dados..

Dropbox fotos
Para aqueles que preferem um recurso nativo do próprio Google, o procedimento é bem simples: abrir o aplicativo Fotos do seu smartphone ou tablet, toque no ícone "..." no canto superior esquerdo, e depois no menu Configurações.
Em seguida, vá em “Backup automático” e no canto superior direito altere a chave para ativar ou desativar o recurso. Essa opção nativa do Google irá enviar automaticamente as imagens e defini-las como privadas por padrão. Caso queira, você poderá compartilhá-las via Google+, por exemplo. O app permite escolher realizar a sincronização automática apenas quando o usuário estiver conectado em uma rede Wi-Fi.
Google Fotos

Viva o Wi-Fi!

Se você optar por sincronizar suas fotos com uma conta de nuvem, você terá a opção de fazê-lo tanto pelo Wi-Fi quanto pelo seu plano de internet móvel. A menos que você tenha um plano de dados extremamente generoso, é melhor assegurar-se de estar conectado a uma rede sem fio segura na hora de realizar seus uploads.
Essa atitude pode ajudar a salvar a sua largura de banda de internet móvel na hora de sincronizar suas fotos, uma vez que muitas delas podem ter sido tiradas em alta resolução ou até mesmo em HD. É claro que imagens com baixa resolução vão exigir menos dos seus dados, mas nem sempre vale a pena arriscar.
Se você optar por sincronizar o seu dispositivo móvel manualmente via USB com o seu PC, essa questão não será um problema, embora quanto maior a resolução e maior o tamanho do arquivo, maior será o impacto na velocidade de transferência.

Atenção,Aviso Legal.

Todos os direitos autorais reservados.
A violação dos direitos autorais é punível como crime, com pena de prisão, multa e indenizações civis .
LEI Nº 9.610
Art. 5º Para os efeitos da Lei, considera-se:
I - publicação - o oferecimento de obra literária, artística ou científica ao conhecimento do público, com o consentimento do autor, ou de qualquer outro titular de direito de autor, por qualquer forma ou processo.
Os donos de blogs ou sites que não respeitam a lei estão sendo notificados,denunciados,tendo seus blogs e sites fechados e processados.
Proibida cópia total ou parcial,e qualquer tipo de reprodução sem autorização em blogs ou sites.
Proibido o uso do nome Como Saber Fazer
O nome Como Saber Fazer é marca registrada e protegido por lei.
Apenas indique a fonte da informação colocando um link para o artigo do blog Como Saber Fazer.
Até agora:03/01/12.
45 Blogs e
22 sites denunciados.
54 Blogs apagados pelo google.
21 donos de sites e 31 donos de blog respondendo a processos por plágio.
29 vitorias na justiça.
Leia no fim da página o aviso de Copyright.

Como Saber Fazer

Copyright: Todos os direitos autorais reservados ao autor do Blog Como Saber Fazer/2008-2018
As marcas comerciais,logos,marcas de serviço,nome do Blog Como Saber Fazer e de identidade visual mostradas no Website são marcas comerciais registradas do autor do Blog Como Saber Fazer. Todos os outros nomes de produtos e softwares mencionados aqui são marcas comerciais de seus respectivos proprietários.
Template Crystal: Template Designer by Como Saber Fazer.

Contato: comosaberfazer@hotmail.com