sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Como configurar uma resposta automática no e-mail do Outlook

 O Outlook 2016 permite que o usuário crie respostas automáticas para os e-mails de maneira simples e rápida. A função promete ser útil para diversas ocasiões, como férias, afastamento do trabalho ou mudanças de endereço eletrônico. Assim, seus contatos ficarão cientes da impossibilidade do destinatário e não será preciso checar a caixa de mensagens durante a folga.
O envio de mensagens automáticas pode ser aplicado simultaneamente a todas as contas do Outlook 2016. No entanto, é preciso que o aplicativo esteja aberto para que as mensagens sejam enviadas. Ou seja, procure sempre ligar seu computador e manter o programa da Microsoft entre os itens de inicialização do sistema.
Dicas ajudam a descobrir quem enviou um e-mail de endereço desconhecido (Foto: Divulgação/Outlook) (Foto: Dicas ajudam a descobrir quem enviou um e-mail de endereço desconhecido (Foto: Divulgação/Outlook)) 
Saiba como configurar uma resposta automática no e-mail do Outlook 

Crie um modelo de mensagem
Passo 1. Na tela inicial do Outlook, toque sobre o botão de “Novo e-mail”;
Clique no botão para criar novo e-mail no Outlook 2016 (Foto: Reprodução/Elson de Souza)Clique no botão para criar novo e-mail no Outlook 2016
Passo 2. Na janela que se abre, digite a mensagem que você deseja que os seus contatos recebam ao enviar e-mail. Por exemplo, um comunicado que está de férias;
Digite a mensagem automática que deseja que contatos recebam no Outlook (Foto: Reprodução/Elson de Souza)Digite a mensagem automática que deseja que contatos recebam no Outlook 
Passo 3. Ainda na janela de mensagens, toque na opção “Arquivo” e escolha a guia “Salvar como”;
Clique em Salvar Como para guardar modelo de resposta automática (Foto: Reprodução/Elson de Souza)Clique em Salvar Como para guardar modelo de resposta automática 
Passo 4. Na janela que aparece, clique na caixa “Tipo” e escolha a opção “Modelo do Outlook”;
Selecione salvar e-mail como modelo do Outlook (Foto: Reprodução/Elson de Souza)Selecione salvar e-mail como modelo do Outlook 
Passo 5. Digite o nome para o arquivo e, por fim, toque na opção salvar;
Digite um nome para modelo do Outlook 2016 antes de salvar (Foto: Reprodução/Elson de Souza)Digite um nome para modelo do Outlook 2016 antes de salvar 
Passo 6. Feche a janela de nova mensagem. Uma caixa de diálogo aparecerá perguntando se deseja salvar como rascunho. No entanto, isso não é necessário, já que a mensagem já está salva como um modelo;
Pronto! Agora basta configurar uma regra de resposta automática no Outlook. Veja como a seguir.
Configurando a resposta automática
Passo 1. Na tela inicial do Outlook, clique sobre o botão “Regras”, localizado na guia “Página Inicial”. Em seguida, escolha a opção “Gerenciar regras e alertas”;
Usuário precisa criar regra para enviar mensagens automáticas no Outlook (Foto: Reprodução/Elson de Souza)Usuário precisa criar regra para enviar mensagens automáticas no Outlook
Passo 2. Uma janela será aberta. Se tiver mais de uma conta sincronizada no Outlook, toque sobre a opção “Aplicar alterações para esta pasta” e selecione a conta desejada;
Selecione a conta do Outlook à qual deseja aplicar regra de resposta automática (Foto: Reprodução/Elson de Souza)Selecione a conta do Outlook à qual deseja aplicar regra de resposta automática 
Passo 3. Clique no botão “Nova regra”;
Clique no botão para criar nova regra no Outlook 2016 (Foto: Reprodução/Elson de Souza)Clique no botão para criar nova regra no Outlook 2016 
Passo 4. Na caixa de opções, selecione “Aplicar regras em mensagens que eu receber” e toque em ''Avançar'';
Selecione critério para criar regra no Outlook 2016 (Foto: Reprodução/Elson de Souza)Selecione critério para criar regra no Outlook 2016
Passo 5. Caso esteja saindo por um tempo determinado, é possível definir uma janela de tempo específica para que a regra fique ativa. Para isso, marque a opção “recebida em um intervalo de tempo específico”. Em seguida, toque sobre a parte azul da descrição da regra na janela “Etapa 2″;
Selecione regra e clique no campo indicado para especificar data (Foto: Reprodução/Elson de Souza)Selecione regra e clique no campo indicado para especificar data
Passo 6. Uma caixa aparecerá com a data para início e fim da regra. Marque as opções desejadas e informe o dia para que a regra comece e termine. Clique em ''OK'' e depois em ''Avançar'';
Selecione data para início e fim da regra de resposta automática (Foto: Reprodução/Elson de Souza)Selecione data para início e fim da regra de resposta automática 
Passo 7. Na tela seguinte, marque a opção “responder usando um modelo específico”. Em seguida, toque sobre o termo destacado na caixa “Etapa 2″;
Clique no campo destacado na caixa Etapa 2 para selecionar o modelo do Outlook (Foto: Reprodução/Elson de Souza)Clique no campo destacado na caixa Etapa 2 para selecionar o modelo do Outlook
Passo 8. Uma nova janela será aberta. Clique na opção “Examinar” e escolha “Modelos do usuário no sistema de arquivos;
Peça para que o Outlook procure modelos criados pelo usuário (Foto: Reprodução/Elson de Souza)Peça para que o Outlook procure modelos criados pelo usuário 
Passo 9. Observe se o modelo criado anteriormente aparecerá listado na janela. Caso sim, selecione e clique em “Abrir”. Em seguida, clique em ''Avançar'';
Selecione o modelo criado anteriormente e clique para abri-lo (Foto: Reprodução/Elson de Souza)Selecione o modelo criado anteriormente e clique para abri-lo
Passo 10. Na quarta tela de regras, é possível definir exceções para a resposta automática de ausência. Caso queira que a regra funcione para qualquer e-mail, toque em ''Avançar'';
Selecione se deseja aplicar alguma exceção e clique para Avançar (Foto: Reprodução/Elson de Souza)Selecione se deseja aplicar alguma exceção e clique para Avançar
Passo 11. Digite um nome para a regra. Em seguida, marque se deseja aplicar imediatamente a regra e se deseja criá-las em todas as contas do Outlook. Clique em ''Concluir'';
Dê nome à regra e defina a que contas deseja aplicá-la antes de concluir (Foto: Reprodução/Elson de Souza)Dê nome à regra e defina a que contas deseja aplicá-la antes de concluir 
Passo 12. Clique em ''Aplicar'' e ''OK'' para finalizar;
Clique em Aplicar para ativar regra de resposta automática do Outlook 2016 (Foto: Reprodução/Elson de Souza)Clique em Aplicar para ativar regra de resposta automática do Outlook 2016
Passo 13. Ao receber uma mensagem, o Outlook enviará automaticamente uma resposta para o emissor. Além disso, o e-mail aparecerá na caixa de entrada com um ícone indicando o envio da resposta automática;
Contato receberá uma resposta automática após a ativação da regra no Outlook 2016 (Foto: Reprodução/Elson de Souza)Contato receberá uma resposta automática após a ativação da regra no Outlook 2016
Pronto! Agora você já sabe como criar respostas automáticas de e-mail no Outlook. Quando quiser desativá-lo, basta abrir o gerenciamento de regras e excluir a opção criada neste tutorial.

Leia também.

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Como resolver erro 'Este aplicativo não pode ser executado em seu PC'

 Ao ver a mensagem de erro “este aplicativo não pode ser executado em seu PC”, o primeiro passo para resolver o problema é verificar se o software passou por alguma atualização. Visite o site da desenvolvedora do programa e verifique se você está executando a versão mais recente do aplicativo. Se uma nova versão estiver disponível, baixe e instale. Se não for o caso de um software desatualizado, confira alguns tópicos que precisam ser revistos (ou ajustados) para resolver o problema e permitir a execução do programa no computador.
Descubra como resolver o erro Este aplicativo não pode ser executado em seu PC (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)Descubra como resolver o erro "Este aplicativo não pode ser executado em seu PC"
32-bit ou 64-bit?
Windows de 32 ou 64 bits? E os programas? (Foto: Montagem/Edivaldo Brito)Windows de 32 ou 64 bits? E os programas?
É possível que você esteja tentando executar um programa de 64 bits em um sistema Windows de 32 bits. Por isso, verifique se o programa é realmente destinado para a sua versão do Windows, e para arquitetura dele (32bit ou 64bit).
Esse é um erro muito comum e aplicativos compilados em 32 bits podem funcionar em sistemas com processadores de 64 bits, porém o contrário não acontece. Esse problema também pode ocorrer se você estiver tentando executar algum aplicativo antigo de 8 bits ou 16 bits em seu sistema operacional de 64 bits.
Para saber se esse é o seu caso, primeiro verifique se você está executando o Windows de 32bit ou 64bit. Depois de checar essa informação, baixe e instale o aplicativo correto para a versão do sistema. Tente executar o programa novamente.
Download corrompido
Ao fazer um download, o arquivo baixado pode ter sido corrompido e isso pode ser a causa do erro ao tentar executar o programa. Nesse caso, é necessário limpar o cache do seu navegador, baixar e instalar o programa novamente. Depois, execute o aplicativo para ver se o problema foi resolvido.
Programa precisa de privilégios de administrador para ser executado
Outra possibilidade está na questão das permissões de execução. Pode acontecer de você tentar executar um programa, e não ter as permissões necessárias para a execução. Para saber se esse é o problema, faça login com sua conta de administrador e execute o programa desejado.
Caso não queira fazer login como administrador, clique com o botão direito sobre o executável do aplicativo e selecione a opção “Executar como Administrador”.
Usando a opção Executar como Administrador (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)Usando a opção "Executar como Administrador" 
O atalho não é o suficiente?
Caso o erro esteja acontecendo ao usar o atalho do programa, experimente acessar a pasta de aplicativo e veja se consegue iniciá-lo, clicando no seu arquivo executável (.exe).
Desative o SmartScreen
A execução do programa também pode ter sido interrompida pelo recurso SmartScreen. Portanto, se você tem certeza que o programa é confiável, experimente desativar o recurso temporariamente. Depois de testar a execução, lembre-se de reativar o SmartScreen novamente, já que ele é um importante recurso de segurança do Windows.
Ative o sideloading para poder instalar aplicativos
Ativando a opção Aplicativos de sideload (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)Ativando a opção "Aplicativos de sideload" 
O Windows não permite que você execute e instale alguns aplicativo, sem usar a Windows Store. Então, se você baixou algum pacote de aplicativo de outra fonte, ou seja, sem usar a Windows Store e confia no desenvolvedor do app, ative o Sideload para concluir a instalação.
Use a inicialização em modo de segurança
Usando o Windows no modo de segurança (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)Usando o Windows no modo de segurança
Uma última opção para executar um program que exibe o erro “Este aplicativo não pode ser executado em seu PC”, seria o uso de uma inicialização limpa do sistema. Isso pode ser feito através da remoção de programas que iniciam junto com o sistema, ou escolhendo a opção “modo de segurança”.
Inicie o sistema e tente executar o programa. Se conseguir, então você terá que identificar manualmente e eliminar o processo ofensivo que está bloqueando o Windows de executar o aplicativo na inicialização normal. Assim que você encontrar esse processo, lembre-se de sair do modo de segurança.

Leia também.
como baixar musicas do YouTube.
como converter arquivos de áudio.
como atualizar os servidores do emule.
como utilizar o hijackthis para remover vírus do PC.
como converter arquivo de texto para PDF.
como remover o Windows genuine advantage.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Como resolver o problema do Samsung Galaxy S4 Mini não ligando

 O Samsung Galaxy S4 Mini possui uma série de ferramentas que podem ajudar o usuário em caso de problemas ao ligar o aparelho, travamentos, reinicializações e situações em que o smartphone apenas vibra. As opções podem ser usadas mesmo com o celular desligado, e são capazes de resolver defeitos sem a necessidade de uma assistência técnica.

Apesar de úteis, as ferramentas devem ser usadas com muita atenção e responsabilidade pelos donos do aparelho, sempre seguindo o passo a passo atentamente. Confira o tutorial e saiba como “reviver” o seu Samsung S4 Mini.
Imagem relacionadaSamsung Galaxy S4 mini não liga? Veja como resolver o problema 

Bateria
Problemas de bateria são especialmente comuns em dispositivos mais antigos. Smartphones que não seguram a carga por muito tempo ou até mesmo se recusam a ligar podem estar com baterias defeituosas ou viciadas.
Se o seu Galaxy S4 Mini só funciona normalmente quando está ligado a um carregador, isso indica um problema com a bateria. Nesse caso, será necessário fazer a reposição da peça, que pode ser encontrada em assistências autorizadas da Samsung.
Hard Reset
O hard reset é uma das opções mais eficientes para quando o celular não liga corretamente. Esse procedimento apagará todos os dados salvos no seu S4 Mini, como fotos, vídeos, músicas e contatos, por isso é útil fazer um backup.
Um Hard Reset pode reviver um Samsung Galaxy S4 Mini (Foto: Reprodução/Murilo Molina)Um hard reset pode reviver um Samsung Galaxy S4 Mini 
Para fazer um hard reset, é preciso manter o aparelho completamente desligado. Segure simultaneamente os botões “volume para cima”, menu (botão central) e o botão de bloqueio (do lado direito do aparelho). Assim que o S4 Mini vibrar, solte o botão de bloqueio e continue segurando os outros dois.
No novo menu, use os botões de volume para navegar até a opção "Wipe Data/ Factory Reset", e confirme pressionando o botão de bloqueio. Selecione “Yes – Delete All User Data”. Agora, é só esperar a formatação completa do dispositivo.
É importante que o seu celular esteja com carga suficiente para realizar esse processo, ou isso poderá causar danos irreversíveis ao aparelho. É ideal carregar a bateria completamente antes de realizar o reset.
Reinicialização
Tente reiniciar o seu S4 Mini para se livrar de travamentos ao ligar (Foto: Reprodução/Murilo Molina)Tente reiniciar o seu S4 Mini para se livrar de travamentos ao ligar
Caso o seu celular trave assim que for ligado, o procedimento de reinicialização pode corrigir o problema. Essa técnica é ideal para se livrar de erros em aplicativos, lentidão e outros problemas que impedem o Galaxy S4 Mini de ligar corretamente.
Segure o botão de bloqueio (do lado direito do aparelho) até que o menu de opções apareça. Agora toque em “Reiniciar” para fazer com que seu celular desligue e ligue rapidamente.
Limpe o cache do sistema
Outra alternativa avançada para lidar com travamentos ao ligar o o S4 Mini é a limpeza de cache do sistema. Esse procedimento pode livrar o telefone de diversos erros que impediam o bom funcionamento do aparelho.
É possível limpar o cache do seu Samsung Galaxy S4 Mini (Foto: Reprodução/Murilo Molina)É possível limpar o cache do seu Samsung Galaxy S4 Mini
Para fazer uma limpeza de cache certifique-se de que seu telefone está completamente desligado. Segure simultaneamente os botões “Volume para cima”, Menu (botão central) e o botão de bloqueio (do lado direito do aparelho). Assim que o S4 Mini vibrar, solte o botão de bloqueio e continue segurando os outros dois.
Nesse menu, use os botões de volume para ir até a opção “Wipe Cache Partition” e confirme com o botão de bloqueio (do lado direito do aparelho).
Assistência técnica
No site da Samsung é possível encontrar assistências para o seu Galaxy S4 Mini (Foto: Reprodução/Murilo Molina)No site da Samsung é possível encontrar assistências para o seu Galaxy S4 Mini 
Em alguns casos mais sérios, infelizmente não será possível recuperar o seu celular sem a ajuda de um especialista. Isso pode ocorrer graças ao sistema corrompido, problemas com atualizações ou até mesmo defeitos no hardware do Galaxy S4 Mini.
Caso nenhuma das soluções acima resolva o seu problema, não deixe de levar o celular até uma assistência técnica autorizada da Samsung.

Leia também.
como fazer um site grátis.
como atualizar os servidores do emule.
como fazer edição de áudio.
como baixar musicas do YouTube.
como baixar vídeos do YouTube.
como converter arquivos de texto para PDF.

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Como apagar cookies de um site especifico no navegador de Internet

 "Cookies" é uma das principais ferramentas dos sites de e-commerce para saber o que os internautas fazem e o que querem ao visitá-los. Em algumas situações, o recurso é muito útil para que o visitante receba aquilo que procura ou tenha uma experiência melhor. Mas, se usuário deseja que o site não colete informações, é necessário apagá-los. Veja como apagar cookies de um site nos navegadores Chrome, Firefox e Safari. Internet Explorer, Microsoft Edge e Opera Browser não permitem apagar cookies de apenas um site. Nestes, só é possível excluir todos os cookies armazenados no navegador de Internet.
Resultado de imagem para navegador
Veja como apagar cookies de um site específico no navegador 
Como apagar cookies de um site especifico no Google Chrome
Passo 1. Abra o Chrome. Clique dentro da caixa de endereços, digite “chrome://settings/content” (sem as aspas) e tecle enter. Em seguida, clique no botão “Todos os cookies e dados do site…” ;
Acessando a tela de cookies nas configuração e de conteúdo do Chrome (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)Acessando a tela de cookies nas configuração e de conteúdo do Chrome
Passo 2. Na tela “Cookies e dados do site”, clique no domínio do site e depois no “x” que fica localizado no lado direito para apagar todos os cookies.
Apagando os cookies de um site no Google Chrome (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)Apagando os cookies de um site no Google Chrome 
Como apagar cookies de um site especifico no Firefox
Passo 1. Execute o Firefox. Clique dentro da caixa de endereços, digite “about:preferences#privacy” (sem as aspas) e tecle enter. Em seguida, clique em “remover cookies individualmente”;
Acessando a tela de remoção de cookies do Firefox (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)Acessando a tela de remoção de cookies do Firefox 
Passo 2. Na janela “Cookies”, clique no dominio do site que você quer apagar os cookies e depois no botão “Remover selecionado”.
Apagando os cookies de um site no Firefox (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)Apagando os cookies de um site no Firefox
Como apagar cookies de um site especifico no Safari
Passo 1. Com a tela do Safari aberta, clique no menu “Safari” e depois na opção “Preferências…”;
Acessando as preferências do Safari (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)Acessando as preferências do Safari 
Passo 2. Em “Preferências”, clique na guia “Privacidade”. Em seguida, clique no botão “Gerenciar Dados de Sites…”;
Entrando na opção Gerenciar Dados de Sites... (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)Entrando na opção "Gerenciar Dados de Sites..." 
Passo 3. Agora, você pode apagar os cookies dos sites visitados. Para isso, clique no domínio do site que você quer apagar os cookies e depois no botão “Remover”.
Apagando os cookies de um site no Safari (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)Apagando os cookies de um site no Safari

Leia também.

como visualizar eventos no seu PC.
como recuperar CD ou DVD arranhado.
como melhorar o desempenho do Windows.
como baixar vários arquivos do rapidshare.
como colocar assinatura no seu email.

Atenção,Aviso Legal.

Todos os direitos autorais reservados.
A violação dos direitos autorais é punível como crime, com pena de prisão, multa e indenizações civis .
LEI Nº 9.610
Art. 5º Para os efeitos da Lei, considera-se:
I - publicação - o oferecimento de obra literária, artística ou científica ao conhecimento do público, com o consentimento do autor, ou de qualquer outro titular de direito de autor, por qualquer forma ou processo.
Os donos de blogs ou sites que não respeitam a lei estão sendo notificados,denunciados,tendo seus blogs e sites fechados e processados.
Proibida cópia total ou parcial,e qualquer tipo de reprodução sem autorização em blogs ou sites.
Proibido o uso do nome Como Saber Fazer
O nome Como Saber Fazer é marca registrada e protegido por lei.
Apenas indique a fonte da informação colocando um link para o artigo do blog Como Saber Fazer.
Até agora: 25/06/15.
145 Blogs e
22 sites denunciados.
154 Blogs apagados pelo google.
221 donos de sites e 25 donos de blog respondendo a processos por plágio.
129 vitórias na justiça.
Leia no fim da página o aviso de Copyright.