quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Como resolver ícones invisíveis na área de trabalho

Inicializou o computador e agora os ícones da área de trabalho não estão visíveis? É possível que seja um problema no cache de ícones do Windows. Veja como resolver o problema no tutoria abaixol.

Como resolver ícones invisíveis na área de trabalho

A solução apresentada é para o problema visto na imagem abaixo, onde o nome do ícone é visível, mas imagem de exibição não.
ícones invisíveis na área de trabalho
No caso de ícones completamente invisíveis (tanto o nome como a imagem), pode ser que o computador não esteja configurado para exibir ícones. Clique com o botão direito do mouse na área de trabalho e escolha Exibir -> Mostrar ícones na área de trabalho.
ícones invisíveis na área de trabalho
Já para o problema da imagem, é preciso recriar o cache de ícones do Windows. Para isso é preciso estar conectado com uma conta de Administrador.
Para problemas no Windows 7 e Windows 8 vá em C:\Users\*nomedousuario*\AppData\Local. Nele, mova ou exclua o arquivo IconCache.db. Após isso reinicie o computador.
ícones invisíveis na área de trabalho
Para problemas no Windows 8.1 ou no Windows 10, navegue até C:\Users\*nomedousuario*\AppData\Local\Microsoft\Windows\Explorer. Dentro dele haverá itens como iconcache_32.db, iconcache_48.db, iconcache_96.db e iconcache_256.db. Escolha todos o que estão com o prefixo “iconcache”, a extensão “.db” e os exclua.
ícones invisíveis na área de trabalho
Não se preocupe com alertas de acesso negado, após o comando ser realizado uma pasta chamada IconCacheToDelete aparecerá e durante a reinicialização o cache de ícones será excluido e recriado.
ícones invisíveis na área de trabalho
Uma segunda alternativa caso não ocorra a criação do IconCacheToDelete é usar o Prompt de Comando. Aperte Windows+X e abra uma janela do prompt de comando em modo administrador.
ícones invisíveis na área de trabalho
Dentro dela copie e cole cada código por vez e aperte Enter.
cd /d %userprofile%\AppData\Local\Microsoft\Windows\Explorer
attrib –h iconcache_*.db
del iconcache_*.db
O processo é realizado igual mostrado na imagem abaixo. Os erros de acesso negados serão mostrados, porém a pasta IconCacheToDelete será criada.
ícones invisíveis na área de trabalho 

Leia também.
como colocar senha em arquivos ZIP.
como ver um site como ele era antes.
como ver o céu com Stellarium.
como mudar a fonte do Windows Vista.
como melhorar o desempenho do Windows Vista.
como aumentar e colorir legendas.

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Como fazer o Google Chrome funcionar no Windows 10

O Windows 10 trouxe diversas novidades em relação à versão anterior do sistema, mas a atualização também pode adicionar incompatibilidade com alguns aplicativos. Se você instalou a última versão do Windows e está enfrentando problemas com o Chrome, confira as dicas que o TechTudo preparou.
Todas as dicas sobre Google Chrome
Na lista a seguir, você encontrará as respostas sobre vários problemas no Windows 10 e dicas sobre como solucioná-los. Saiba como deixar o Chrome “redondo” no novo sistema da Microsoft e dicas sobre como resolver os problemas mais comuns.
Windows 10 e Chrome não combinam? Veja o que fazer no seu PC 
 
Atualize o Chrome
A última versão estável do Google Chrome é oficialmente compatível com o Windows 10. Se o navegador não estiver funcionando, pode ser que você esteja usando uma versão antiga do aplicativo. Nesse caso, basta atualizar o Chrome para resolver o problema. Veja como atualizar o Google Chrome, aprenda a baixar e instalar a última versão do navegador.
Verifique o modo de compatibilidade
Conforme comentado acima, o Google Chrome é totalmente compatível com a última versão do sistema da Microsoft. Dessa forma, ativar o modo de compatibilidade do Windows pode causar efeito contrário ao esperado e tornar o aplicativo instável.
Confira como verificar se o aplicativo está configurado para ser executado em modo de compatibilidade e, caso necessário, veja como desativar.
Passo 1. Para verificar se o Chrome está sendo executado em modo de compatibilidade, acesse as propriedades do navegador;
Acesse as propriedades do Chrome (Foto: Reprodução/Helito Bijora) Acesse as propriedades do Chrome
Passo 2. Abra a guia “Compatibilidade” e, caso necessário, desmarque a opção “Executar este programa em modo de compatibilidade” e pressione “OK”;
Desative o modo de compatibilidade (Foto: Reprodução/Helito Bijora) Desative o modo de compatibilidade
Verifique conflitos
O Chrome conta com uma ferramenta integrada que permite verificar se existem conflitos entre o navegador e outros aplicativos do sistema. Para acessá-lo, digite “chrome://conflicts” (se as aspas) na barra de endereços do navegador e pressione enter.
Verifique a existência de conflitos (Foto: Reprodução/Helito Bijora) Verifique a existência de conflitos
Touch não funciona
Se você possui um tablet ou computador com tela touch e os toques no Chrome não estão sendo reconhecidos, experimente habilitar uma configuração avançada do aplicativo. Para isso, basta acessar a página de experimentos e ativar os “eventos de toque”. Veja o passo a passo.
Passo 1. Digite “chrome://flags/#touch-events” (sem aspas) na barra de endereços do Chrome e pressione enter;
Acesse a página de experimentos do Chrome (Foto: Reprodução/Helito Bijora) Acesse a página de experimentos do Chrome
Passo 2. Em “Ativar eventos de toque”, selecione a opção “Ativada”. Por fim, clique em “Reiniciar agora”;
Forçando reconhecimento de toque na tela (Foto: Reprodução/Helito Bijora) Forçando reconhecimento de toque na tela
Navegação anônima não está funcionando
O modo de navegação anônima do Google Chrome será desabilitado se o usuário estiver logado uma conta do tipo “família” ou em uma conta de criança. Nesse caso, não se trata de um bug ou incompatibilidade, e sim de uma proteção para evitar abusos em perfis monitorados.
Se você precisa usar o modo privado do Chrome, peça para o administrador do computador verificar o tipo da sua conta de usuário e, caso ela seja de criança ou uma conta familiar, mudar para uma conta normal.
Reinstale o Chrome
Se nada disso funcionou, resta remover o Chrome do computador e reinstalá-lo. Antes de fazer isso, certifique-se de que você fez login em sua conta Google e sincronizou todos os seus dados pessoais – incluindo favoritos e extensões. Agora, siga os passos abaixo para desinstalar o Chrome no Windows 10 e, posteriormente, reinstalar o navegador.
Passo 1. Abra as configurações do Windows 10 e clique em “Sistema”;
Abra as configurações do Windows 10 (Foto: Reprodução/Helito Bijora) Abra as configurações do Windows 10
Passo 2. Na lateral esquerda da janela, clique em “Aplicativos e recursos”. Em seguida, à direita, localize o Chrome e clique em “Desinstalar”;
Desinstalando o Chrome (Foto: Reprodução/Helito Bijora) Desinstalando o Chrome
Passo 3. Após remover o navegador do seu computador, baixe o Chrome novamente e execute uma nova instalação.
Pronto! Seguindo essas dicas, é provável que o Google Chrome volte a funcionar em seu computador após atualizá-lo para o Windows 10.

Leia também.
como resolver os erros 0x80070002 ou 0x80070003 das atualizações automáticas.
como baixar musicas do youtube.
como acelerar os downloads.
como hospedar um site na internet.

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Como corrigir texto borrado no Windows 10

Recentemente atualizou para o Windows 10 ou usa dois monitores e os textos aparentam estar levemente borrados? Basta alterar uma configuração do Windows que isso é resolvido. Veja como fazer no tutorial abaixo.

Como corrigir texto borrado no Windows 10

O principal causador está na alteração de tamanho na configuração Tela. O sistema usado para definir o tamanho dos itens no Windows 10 é diferente do Windows 7/8/8.1.
Não é um problema novo, pois é relacionado ao aplicativo em si do que uma falha do Windows. No Windows 8.1, a Microsoft utilizava padrões de tamanho diferentes para cada tipo de aplicativo, inclusive apps da Windows Store. A escala abaixo, obtida no site Technet, mostra a escala e os limites do sistema operacional anterior.
corrigir texto borrado no Windows 10
No Windows 10 esses valores foram unificados e o limite elevado para 450%.
corrigir texto borrado no Windows 10
Alguns aplicativos, porém, não foram feitos com esses novos limites em mente. Por conta disso, o Windows automaticamente os “estica” para o tamanho utilizado no monitor. Pense no processo como aquele similar quando uma imagem em baixa resolução é esticada. É basicamente isso que o Windows faz com aplicativos que não foram programados para este método.
Existem três grupos de aplicativos que utilizam maneiras diferentes para interpretar o tamanho definido em um monitor: Os Dynamically Scaling Apps, os System Scale Factor Apps e os Scaling Unaware Apps.
Aplicativos que estão no grupo "Dynamically Scalling Apps" têm sua interface ajustada de maneira nativa em relação ao tamanho utilizado pelo Windows, ou seja, não apresentam um texto borrado. Dentre eles estão o menu iniciar e o Explorador de arquivos.
Já os aplicativos “System Scale Factor” interpretam o tamanho utilizado no sistema de acordo com o monitor primário. Quando eles são utilizados em um monitor secundário que não está do mesmo tamanho que o primário, o Windows estica o tamanho e pode fazer com que o texto fique "borrado".
Por fim, os “Scaling Unaware Apps” só interpretam métodos de exibição com um DPI baixo. Quando o monitor está configurado para um tamanho maior (125%, 150%, etc), o Windows estica e consequentemente faz com que pareçam “borrados”.
Enquanto anteriormente essa configuração tinha de ser definida manualmente, no Windows 10 o sistema ajusta automaticamente de acordo com o monitor utilizado. Algumas vezes ele pode estar configurado em 125%, o que faz com que alguns aplicativos fiquem borrados.
Para alterar o tamanho, clique em Configurações no Menu Iniciar -> Sistema -> Tela.
corrigir texto borrado no Windows 10
Caso o tamanho do texto, aplicativos e outros itens está como mostra a imagem abaixo. Clique e altere para 100%.
corrigir texto borrado no Windows 10
No caso de mais de um monitor, outro causador do problema, Clique no número equivalente a ele (1, 2 ou mais) e faça o mesmo procedimento. Após isso faça o logoff e o logon do usuário.
corrigir texto borrado no Windows 10
Se ainda assim o problema continuar, clique em configurações de vídeo avançadas avançadas -> Dimensionamento avançado de texto e outros itens.
corrigir texto borrado no Windows 10
Na opção Nível de escala personalizado, certifique-se que ela esteja em 100%. Caso não, segure e arraste o slider até que fique.
corrigir texto borrado no Windows 10
Já na opção Alterar somente o tamanho do texto, clique e selecione um tamanho de fonte mentor. No geral o Nível de escala personalizado é o suficiente para resolver o problema.
corrigir texto borrado no Windows 10
Se o problema está em um aplicativo em específico, você pode evitar que seu tamanho seja alterado na guia Compatibilidade. Clique com o botão direito sobre o executável e escolha Propriedades.
Na guia Compatibilidade, marque a opção Desativar dimensionamento da exibição em configurações de DPI Alto e clique em Aplicar.
corrigir texto borrado no Windows 10
O problema também pode estar relacionado a configurações da placa de vídeo. Para usuários NVIDIA, acesse o painel de controle da NVIDIA ao clicar com o botão direito do mouse sobre a área de trabalho e vá na opção Ajustar o tamanho e a posição da área de trabalho. Em Escala altere para Sem Escala.
corrigir texto borrado no Windows 10
Na guia Tamanho, desabilite Habilitar redimensionamento da área de trabalho.
corrigir texto borrado no Windows 10
Ainda no painel de controle da NVIDIA, vá em Gerenciar as configurações 3D e certifique-se que a opção Anti-Aliasing – FXAA esteja desligada.
corrigir texto borrado no Windows 10
O FXAA (Fast Approximate Anti-Aliasing) é uma solução de pós processamento em jogos que evita os conhecidos “serrilhados” em jogos ao suavizar os cantos do objeto em uma cena. Por causa disso ao ativá-lo alguns programas apresentam fontes borradas. Caso o use, não esqueça de desativar após terminar de jogar.
Já para usuários AMD, vá no Catalyst Control Center e em Scaling Options (dentro de My Digital Flat Panels), mova a barra para 0%.
corrigir texto borrado no Windows 10
Para que todos os monitores tenham um tamanho fixo, inclusive os aplicativos, é recomendável utilizar o DPI Fix do XP Explorer. Com ele você pode ajustar para que a função seja usada da mesma forma que no Windows 8.1. Faça o download do fix no site oficial. Vale apontar que essa solução é preferível para usuários que tenham dois ou mais monitores.
No Windows 8.1 havia uma opção chamada Deixe-me escolher um nível de escala para todas os meus vídeos. Ele aplicava um tamanho padrão para todos os vídeos de acordo com a porcentagem definida. Ao utilizar em 100%, os aplicativos não são esticados para a tela. Por outro lado, isso pode fazer com que eles fiquem pequenos demais em certos monitores. Essa opção é apenas ativada no Windows 10 por meio de uma alteração no registro com o valor Win8DPIScalingpara mais detalhes sobre os comandos, acesse o Technet
Após iniciar o DPI Fix do XP Explorer, marque a opção Use 8.1 DPI Scaling e defina o tamanho desejado em DPI Scale. Clique em Apply e reinicie o computador. Atenção: Atualizações subsequentes do Windows 10 podem reverter os valores do registro, sendo necessário utilizar o aplicativo outra vez.
corrigir texto borrado no Windows 10 

Leia também.
como baixar musicas do YouTube.
como converter arquivos de áudio.
como atualizar os servidores do emule.
como utilizar o hijackthis para remover vírus do PC.
como converter arquivo de texto para PDF.
como remover o Windows genuine advantage.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Como usar o Designer e Transformar no Powerpoint 2016

A versão 2016 do Powerpoint trouxe grandes mudanças para quem quer criar apresentações, principalmente com as funções Transformar e o Designer do Powerpoint. Aprenda sobre o funcionamento de ambas no tutorial abaixo.

Como usar o Designer e Transformar no Powerpoint 2016

A função Trasformar é um novo método de transição entres slides. Ele pega um elemento do slide anterior e o enfatiza no próximo. Por exemplo, um texto localizado na parte superior da imagem pode transicionar e ser centralizado no próximo slide.
Exemplo: Centralizar e ampliar um gráfico de um conjunto de três gráficos.
A apresentação de dois slides utilizada para o exemplo é um conjunto de três gráficos com três textos sobre cada um deles.
Designer e Transformar no Powerpoint 2016
Infelizmente não há uma janela para definir quais objetos que serão transformados, o que pode tornar trabalhoso de utilizar a função. É recomendavel usar o Transformar em slides que contenham listas, mais de duas imagens ou gráficos. Para garantir que não ocorra problemas, os elementos desejados são copiados e colados para o próximo slide. Ou seja, é selecionado o Texto 3 e o Gráfico 3. Eles são copiados e colados para o Slide 2.
Após isso gráfico é ampliado e o texo centralizado no slide.pp2016-4
Neste slide é escolhido Transformar na guia Transições.
Designer e Transformar no Powerpoint 2016
Pronto! O efeito já está criado.
A função Transformar também pode ser definida para enfatizar certos elementos na configuração Opções de efeito. São estes: Objetos, textos ou caracteres.
Designer e Transformar no Powerpoint 2016
Já o Designer do Powerpoint funciona como um “pontapé inicial” para ajudar com o layout de apresentações. Para ativá-lo, basta adicionar uma imagem em um slide que possua textos ou mais elementos. É recomendavel evitar de usar slides em branco caso queira usurfruir da função.
Alternativamente vá na guia Designer e escolha Ideias de Design.
Designer e Transformar no Powerpoint 2016
Após adicionado uma aba lateral será mostrada com possíveis layouts para o slide. Selecione um e ele será ativado automaticamente. Use o desfazer para voltar para o slide original ou selecione outro slide da lista.


Designer e Transformar no Powerpoint 2016

leia também.
como atualizar a lista de servidores do emule.
como converter arquivos de texto para PDF.
como retirar vírus e spywares do PC.
como resolver problemas de travamento e desligamento do PC.
como fazer um site grátis.
como proteger pastas com senha.

sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

Como usar no Netflix, legendas baixadas na Internet

Quem usa o Netflix há algum tempo já deve ter assistido um ou outro filme em que a legenda não estava em sincronia com o vídeo. A situação piora para quem acessa o acervo americano e não entende quase nada de inglês, já que neste caso, não existem legendas em português.
12 dicas incríveis para Netflix
Para ambas as situações, o Netflix permite resolver o problema usando legendas externas, como por exemplo, aquelas alternativas que você encontra na Internet. Mas, se você ainda não conhece esse recurso, veja a seguir como usá-lo para conseguir assistir seu filme tranquilamente.
Descubra como colocar uma legenda externa em filmes do Netflix (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito) Descubra como colocar uma legenda externa em filmes do Netflix
Antes de usar o recurso de legendas externas do Netflix, é preciso lembrar que ele só funciona no aplicativo para PCs e só é compatível com legendas no formato DFXP. Além disso, os atalhos descritos aqui só estão acessíveis quando você acessa o serviço via navegador em um PC ou Mac.
Passo 1. Execute o Netflix e inicie a reprodução do filme que você quer assistir. Em seguida, dê uma pausa nele;
Reproduzindo e pausando um filme no Netflix (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito) Reproduzindo e pausando um filme no Netflix
Passo 2. Pressione as teclas CTRL + ALT + SHIFT + T;
Passo 3. Imediatamente será exibida a janela de abertura de legendas;
Passo 4. Vá para a pasta onde está a legenda que você já baixou e quer usar, clique nela e depois no botão “Abrir”;
Adicionando uma legenda externa na reprodução do Netflix (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito) Adicionando uma legenda externa na reprodução do Netflix
Passo 5. A partir desse momento, a legenda que será exibida durante a reprodução será a que você adicionou.
Pronto! Agora que está tudo certo com seu filme, relaxe, pegue a pipoca e divirta-se!

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Como criar um slideshow em vídeo com suas fotos com ProShow Web

O ProShow Web é um site que permite a criação de slideshows com fotos e músicas que o usuário tenha no PC, Facebook, Instagram ou outras redes sociais. A plataforma oferece um serviço gratuito, limitando apenas o número de fotos que podem ser inseridas. É possível escolher entre centenas de templates, inserir trilha sonora e compartilhar o resultado final com muita facilidade.
Como criar álbuns compartilhados no Google Fotos
Confira o passo a passo para usar o ProShow Web e criar um slideshow gratuito. O serviço pode ser uma boa opção para uma retrospectiva de final de ano.
Crie slideshows com o ProShow Web (Foto: Reprodução/André Sugai)Crie slideshows com o ProShow Web
Passo 1. Acesse o ProShow Web no TechTudo Downloads clique em "New Show";
Crie um novo projeto (Foto: Reprodução/André Sugai)Crie um novo projeto
Passo 2. Escolha o template para seu slideshow de acordo com o tema desejado e clique em "Create Show";
Escolha seu template (Foto: Reprodução/André Sugai)Escolha seu template
Passo 3. Dê um nome para seu projeto;
Defina o nome do projeto (Foto: Reprodução/André Sugai)Defina o nome do projeto
Passo 4. Clique em "Add Content" para inserir suas fotos;
Envie as fotos (Foto: Reprodução/André Sugai)Envie as fotos
Passo 5. Nessa tela é possível enviar fotos do computador, Facebook, Instagram e diversas outras redes sociais;
Escolha de onde enviará as fotos (Foto: Reprodução/André Sugai)Escolha de onde enviará as fotos
Passo 6. Clique na opção "Add Music" para inserir uma trilha sonora;
Adicione uma trilha sonora (Foto: Reprodução/André Sugai)Adicione uma trilha sonora
Passo 7. Escolha entre enviar sua música ou usar uma música da biblioteca do ProShow;
Escolha entre enviar uma música ou utilizar a biblioteca de músicas (Foto: Reprodução/André Sugai)Escolha entre enviar uma música ou utilizar a biblioteca de músicas
Passo 8. Agora basta clicar em "Build Video" para criar o slideshow;
Clique em Build Video para criar o slideshow (Foto: Reprodução/André Sugai)Clique em Build Video para criar o slideshow
Passo 9. No final, basta conferir como ficou a apresentação e enviar utilizando as opções acima do vídeo.
Confira o resultado e compartilhe (Foto: Reprodução/André Sugai)Confira o resultado e compartilhe
O ProShow Web oferece uma interface simples e bem prática com boas opções de templates totalmente gratuitos.

 Leia também.
Como usar internet do PC no Android via USB
Como criar convite de casamento com Corel Draw X6
Como criar calendário com Corel Draw X6
Como ter internet da Claro de graça em todos os aplicativos
Como burlar a Internet da OI
Como recuperar arquivos deletados no Android com o Dumpster.


quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Como comprar e vender no mercado livre.

O MercadoLivre é uma das maiores plataformas de compra e venda da Internet. O site permite que qualquer um comece a vender na grande rede e fazer uma renda extra. Apesar do sucesso, alguns usuários têm muito receio de comprar produtos pelo Mercado Livre e ficam em dúvida se o site é seguro e confiável, justamente por estarem lidando com pessoas físicas.
Como criar uma loja online usando o Mercado Livre; veja dicas e monte a sua
Para ajudar nas compras, algumas dicas aconselham compradores e vendedores da plataforma e podem colaborar na segurança dos usuários do site. Confira como se proteger no Mercado Livre e fazer boas compras na internet, ou ganhar um dinheiro extra.
MercadoPago não cobra taxas para quem usa o Mercado Livre (Foto: Divulgação/Mercado Pago)MercadoPago não cobra taxas para quem usa o Mercado Livre

Para quem quer comprar
Se você está pensando em comprar alguma coisa no Mercado Livre nos próximos dias, fique atento para não ter incômodos.

1) Observe a cor do termômetro: O termômetro nas páginas indica a confiabilidade do vendedor. Se ele estiver verde, esse vendedor é bastante confiável. Porém, se ele estiver cinza, o vendedor não é confiável ou ainda fez poucas vendas.

2) Observe se há medalhas: As medalhas indicam que o vendedor em questão é um MercadoLíder, ou seja, já fez muitas vendas, recebeu muitas avaliações positivas e cumpre com todas as normas fiscais.

3) Tire tempo para ler as qualificações: Uma das vantagens do Mercado Livre é que você pode qualificar o vendedor. Leia os comentários de outros compradores e veja se eles falam bem ou recomendam algum vendedor. Caso positivo, pode efetuar a compra sem maiores preocupações.
 
4) Revise o anúncio: Leia e releia o anúncio até estar certo de que aquele produto realmente é o que você procura. Isso evita problemas no futuro, no caso de você não ter sua necessidade atendida.

5) Assegure-se que o produto tenha garantia: Essa dica vale para produtos novos. Veja se ele possui garantia. Nunca compre um produto anunciado como “Novo” sem que o vendedor ofereça uma segurança.

6) Converse com o vendedor: Se mesmo depois de ler o anúncio, revisar e checar se está tudo certo você ainda tiver dúvidas, faça uma pergunta ao vendedor. O Mercado Livre oferece um espaço para questionar e o vendedor responder.

7) Use o MercadoEnvios: Quando você escolhe o MercadoEnvios para entregar os seus produtos, eles são entregues pelos Correios. Isso dá mais segurança. Mesmo que o vendedor não disponibilize a opção de envio, converse com ele para encontrar o método de entrega mais conveniente. Se preferir retirar o produto pessoalmente, opte por lugares movimentados, como shoppings ou praças.

8) Use o MercadoPago: Ao pagar com o MercadoPago, a própria plataforma protege o seu dinheiro até que você receba o produto e veja que está tudo certo. Se até lá você constatar algum problema e quiser devolver o produto ou desistir da compra, o MercadoPago não entrega o dinheiro ao vendedor e sim envia novamente para a sua conta bancária cadastrada.

9) Contate o MercadoLivre: Se mesmo seguindo todas as dicas acima você tiver algum problema com o produto ou com o vendedor, inicie uma reclamação com o MercadoLivre para que o site intervenha e resolva todo o problema.

Para quem quer vender
Não são só os compradores que passam por problemas. O Mercado Livre também tomou providências para proteger os vendedores e evitar que eles levem o famoso “calote”. Se você já é vendedor ou pretende ser, confira as dicas.

1) Complete toda a informação: Certifique-se de que o seu anúncio está com o nome, marca e modelo corretos, bem como as especificações técnicas e demais características.

2) Use boas fotos: Adicione no produto imagens de pelo menos 800 pixels de largura e sempre tire fotos de diferentes ângulos, para que o cliente possa ver bem o seu produto.

3) Pesquise preços de produtos semelhantes: Veja antes qual o preço médio do produto que você pretende anunciar no Mercado Livre. Assim, será mais fácil definir um preço justo para ele.

4) Tarifas: Para a modalidade de anúncios grátis, o Mercado Livre não cobra nenhuma tarefa, nem de anúncio e nem comissão após a venda. Já para as categorias Clássico e Premium, é cobrada uma tarifa após você concretizar a venda.


5) Use o MercadoPago como forma de pagamento: O MercadoPago é o meio de pagamento oficial do MercadoLivre. Com ele, o consumidor poderá pagar com cartão de crédito, boleto bancário ou com dinheiro em saldo. Além disso, você pode vender parcelado e receber toda a quantia de uma vez. Outra vantagem é poder retirar o dinheiro para qualquer conta bancária por um preço fixo de R$ 3.

6) Não confirme pagamentos por telefone: O Mercado Livre não usa telefones para confirmar pagamentos, apenas e-mail. Portanto, se alguém ligar em nome do site querendo confirmar um pagamento, saiba que trata-se de um golpe.

7) Prazos: Fique atento aos prazos. Depois que o comprador receber o seu produto, ele terá que lhe qualificar e avisar que recebeu a compra. Seu dinheiro estará na sua conta dois dias após a avaliação do comprador. Se você for um vendedor novo na plataforma, esse prazo aumenta para 21 dias. Entretanto, se usar o MercadoEnvios, o dinheiro estará disponível para uso após dois dias da entrega do produto ser confirmada, não dependendo da avaliação do cliente.

8) Cuidados ao receber pagamentos por conta própria: Conte toda a quantia e veja se está correta. Verifique também se o dinheiro é verdadeiro ou, se for o caso, ligue para o banco e confirme se a transferência ou depósito já foi realizado.

Pronto. Seguindo todas essas dicas, a chance de fazer um bom negócio aumenta tanto para quem compra quanto para quem vende no Mercado Livre.

Leia também.
como retirar vírus e spywares do PC.
quais são os melhores processadores.
como testar a memoria RAM do PC.
como aumentar a memoria virtual do PC.
como cadastrar blog ou site nos mecanismos de busca.
como verificar se os drivers estão digitalmente assinados.

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Como criar alertas personalizados no Excel

Quando se trabalha de maneira colaborativa com uma planilha do Excel, evitar dores de cabeça com fórmulas é essencial. Para isso o programa oferece a opção de criar alertas personalizados. Veja como fazer isso neste tutorial.

Como criar alertas personalizados no Excel

A função usada para isto é a Validação de Dados, disponível na guia Dados. Ela permite que você defina parâmetros a serem aplicados em células, como limite de valores, caracteres, data , hora, entre outros.
alertas personalizados no Excel
Exemplo: Limitar de números que podem ser inseridos dentro de uma célula
Na célula E1 serão permitidos apenas números inteiros que devem estar entre 1 e 225. Para isso, clique em Validação de Dados. Na primeira janela, escolha Número Inteiro em Permitir e Está Entre em Dados. Defina o mínimo como 1 e o máximo como 225.
alertas personalizados no Excel
Você pode habilitar tanto uma notificação como um alerta para essa condição. Para o exemplo foi usada a mensagem “O número deve estar entre 1 e 225”.
alertas personalizados no Excel
Já a mensagem de erro usada foi "O número está fora do limite previsto"
alertas personalizados no Excel
Os alertas são divididos em três estilos: Informações, Erro e Aviso. Ao escolher Erro, o Excel irá interromper o processo e pedirá para que o usuário verifique os dados. Já Informações mostrará apenas um alerta e não irá prevenir a inserção dos dados. Por fim Aviso alertará sobre o erro, mas dará a opção de continuar ou parar.
Para mostrar apenas uma mensagem de entrada ou um alerta de erro, desmarque as opções Mostrar mensagem de entrada ao selecionar célula e Mostrar alerta de erro após a inserção de dados inválidos, respectivamente.
alertas personalizados no Excel
Após clicar em OK, o alerta já estará ativo, como mostra a imagem abaixo.
alertas personalizados no Excel
Exemplo 2: Limite de caracteres
O mesmo vale para o limite de caracteres, no exemplo a célula deve ter um limite menor ou igual a 10 caracteres.
Dessa vez será usada a opção Comprimento do Texto e Menor ou Igual a.
alertas personalizados no Excel
As mensagens de entrada e alerta foram configuradas da mesma maneira. Ao digitar um texto com 11 caracteres, um alerta é mostrado na tela.
alertas personalizados no Excel
Por fim, também é possível utilizar alertas personalizados com fórmulas. Em Permitir, altere para Personalizado e insira a fórmula no campo demarcado na imagem abaixo.
alertas personalizados no Excel

Leia também.
Como resolver erros do Skype.
Como remover o vírus sality.
Como recuperar o gerenciador de tarefas.
Como desativar as propagandas do Utorrent.
Como fazer cursos Online gratuitos.
Como converter vídeos para RMVB.

Atenção,Aviso Legal.

Todos os direitos autorais reservados.
A violação dos direitos autorais é punível como crime, com pena de prisão, multa e indenizações civis .
LEI Nº 9.610
Art. 5º Para os efeitos da Lei, considera-se:
I - publicação - o oferecimento de obra literária, artística ou científica ao conhecimento do público, com o consentimento do autor, ou de qualquer outro titular de direito de autor, por qualquer forma ou processo.
Os donos de blogs ou sites que não respeitam a lei estão sendo notificados,denunciados,tendo seus blogs e sites fechados e processados.
Proibida cópia total ou parcial,e qualquer tipo de reprodução sem autorização em blogs ou sites.
Proibido o uso do nome Como Saber Fazer
O nome Como Saber Fazer é marca registrada e protegido por lei.
Apenas indique a fonte da informação colocando um link para o artigo do blog Como Saber Fazer.
Até agora: 25/06/15.
145 Blogs e
22 sites denunciados.
154 Blogs apagados pelo google.
221 donos de sites e 25 donos de blog respondendo a processos por plágio.
129 vitórias na justiça.
Leia no fim da página o aviso de Copyright.