terça-feira, 31 de março de 2015

Como compartilhar arquivos entre Windows e Mac?

Windows e Mac
Quem trabalha com mais de um sistema operacional vive batendo cabeça com uma série de pequenas questões. E, mais do que se readaptar a todo instante ou lidar com incompatibilidade em determinadas funções, um dos aspectos que mais atrapalha quem vive entre os mundos do Windows e Mac é a dificuldade na hora de compartilhar arquivos.
Tudo bem que serviços como Dropbox e Google Drive ajudam bastante nesse sentido, mas nem sempre você consegue ficar enviando para a nuvem os arquivos necessários e só se dá conta do quanto esse compartilhamento é importante quando mais precisa dele.
Apesar de muita gente dizer que Windows e Mac OS X são como água e óleo, a verdade é que os dois sistemas se misturam sim — e você vai aprender como fazer isso agora.


Do Windows para o Mac
Para começar, vamos partir do sistema operacional da Microsoft. Para este guia, utilizaremos o Windows 7, mas o passo a passo é exatamente o mesmo para quem possui a versão 8 ou 8.1 do sistema. As diferenças são mínimas, então você certamente não vai encontrar problema nisso.

Passo 1

Certifique-se de que seu computador já está autorizado a compartilhar arquivos. Para isso, vá até o Painel de Controle e selecione a opção Rede e Internet.

Compartilhamento Mac WindowsPasso 2 

Em seguida, clique em Grupo Doméstico. Caso você já tenha configura isso, passe para o próximo passo. Se não for o caso, selecione o botão Criar um grupo doméstico.
Na janela que se abrirá, escolha os tipos de arquivos que você quer compartilhar com seu Mac. Além disso, certifique-se de que a opção Impressoras está marcada.
Clique em avançar, anote a senha em um local seguro e conclua a operação.
Compartilhamento Mac Windows

Passo 3

De volta à tela de Rede e Internet, clique mais uma vez em Grupo Doméstico. Desta vez, repare que a tela se abre de maneira diferente. Então clique na opção Alterar as configurações de compartilhamento avançadas.
Compartilhamento Mac Windows

Passo 4

Na nova janela, certifique-se de que o Compartilhamento de arquivo e impressora está ativado. Caso esteja, apenas feche a janela. Se não, ative o recurse e salve as alterações.
Compartilhamento Mac Windows

Passo 5

Feito isso, você já pode fechar as opções de configuração e o próprio Painel de Controle. Então, vá até a pasta que você pretende compartilhar e clique nela com o botão direito. Selecione Propriedades para abrir uma nova janela. Escolha a aba Compartilhamento e clique no botão Compartilhar, como mostra a imagem abaixo.
Compartilhamento Mac Windows

Passo 6

É nesta nova tela que você vai selecionar quais os usuários terão acesso ao compartilhamento. Se você for a única pessoa a usar o computador, não terá muito o que fazer. Por outro lado, se você divide o PC com alguém e quer adicioná-la na brincadeira, é possível gerenciar o tipo de permissão que ela terá. Leitura vai fazer com que ela apenas visualize o conteúdo, enquanto Leitura/Gravação já oferece a edição completa.
Organize como achar melhor e clique em Compartilhar.
Compartilhamento Mac Windows

Passo 7

A esta altura do campeonato, seu Mac já deve estar mostrando o nome de seu Windows na barra lateral do Finder. Clique sobre ele e aparecerá uma pequena tela de autenticação. Digite a senha do sistema — a mesma que você utiliza quando liga o computador — e veja a mágica acontecer.
Com isso, você já poderá acessar suas pastas do Windows diretamente do seu Mac, o que vai ajudar bastante na hora de pegar este ou aquele arquivo.
Do Mac para o Windows

Passo 1

Já no sentindo inverso, o processo é igualmente simples. Comece abrindo as Preferências do Sistema e vá direto para a opção Compartilhamento.
Compartilhamento Mac Windows

Passo 2

Perceba que, na parte superior da nova janela, há um campo chamado Nome do Computador. Memorize isso e dê preferência para nomes sem espaço. Então, selecione o item Compartilhar Arquivos e, em seguida, clique no botão Opções.
Compartilhamento Mac Windows

Passo 3

Certifique-se de que a opção Compartilhar arquivos e pastas SMB esteja marcada. Então, selecione a conta que você gostaria de compartilhar com o Windows. Digite sua senha e confirme.
Compartilhamento Mac Windows

Passo 4

De volta ao sistema da Microsoft, procure pelo nome de seu Mac na barra lateral do Windows Explorer. Se ele não aparecer, digite no campo de endereços em uma pasta qualquer "\\" seguido do nome do computador que você memorizou anteriormente - no caso do exemplo, "MacBook-Durval".

Passo 5

Por fim, aparecerá uma pequena caixa de diálogo para que você coloque sua senha. Trata-se da mesma senha de seu usuário no Mac. Feito isso, as pastas compartilhadas aparecerão automaticamente.
Pronto! A partir de agora, você já poderá enviar um arquivo de um sistema para o outro com muito mais simplicidade. Apenas lembre-se de que os dois computadores precisam estar conectados na mesma rede para que tudo funcione como desejado.

segunda-feira, 30 de março de 2015

Como capturar vídeos panorâmicos em 360º

Câmera 360
Os vídeos panoramas estão tomando conta da internet. Aos poucos, as principais plataformas do gênero na web começam a suportar os vídeos em 360º, como é o caso do YouTube e, mais recentemente, do Facebook. Assim, não deve demorar para que o formato se torne ainda mais popular e acessível.
Diferente da captura de imagens estáticas em 360º, algo que pode ser feito basicamente com qualquer smartphone ou tablet, capturar um vídeo dessa maneira é algo bem mais complexo.
Isso significa que, no mínimo, você vai precisar de algum aparato extra que torne o seu aparelho capaz de realizar tal feito. Além disso, há inúmeros modelos de câmeras exclusivos para este tipo de captura e, apesar de ainda pouco populares por aqui, eles tornam mais simples e preciso o ato de filmar de forma panorâmica.


O que eu preciso para criar um vídeo em 360º?

Infelizmente, capturar um vídeo em 360 graus atualmente não é algo exatamente simples. Isso porque, idealmente falando, você precisaria de uma câmera com suporte para este tipo de captura. Apesar do mercado contar com cada vez mais modelos que oferecem tal recurso, eles ainda são caros e quase não estão disponíveis no Brasil.
Outra opção são os acessórios para acoplar em um smartphone para transformá-lo em uma filmadora de vídeos panorâmicos. Atualmente, há poucos dispositivos do gênero e quase todos estão limitados ao iPhone, o que já exclui todos os entusiastas que possuem aparelhos Android.
Além disso, há também bastões nos quais podem ser reunidas diversas câmeras GoPro. Depois, os vídeos podem ser agrupados em um só, resultando em um filme panorâmico 360 graus.

Câmeras

Atualmente, já circulam no mercado, ou já estão em fase de pré-venda, diversas câmeras com recursos de captura de vídeos em 360º. Confira alguns deles:
V.360
Câmera 360
Esta câmera é fabricada pela VSN Mobil e funciona de forma independente ou então acoplada à lente de uma GoPro. Ela conta com microfone para captura de áudio e o modelo básico está à venda no site da fabricante por US$ 450 (cerca de R$ 1,4 mil).
360Cam
Câmera 360
Autoproclamada a primeira câmera HD a filmar em 360º do mundo, a 360Cam é um pequeno aparelho que pouco se assemelha a uma câmera e é capaz de fazer vídeos panorâmicos. Disponível em sete cores diferentes, ela está à venda por US$ 500 (cerca de R$ 1,6 mil) no site da fabricante.
360fly
Câmera 360
Em formato esférico, a 360fly é pequena, discreta e poderosa. Ela já está em fase de pré-venda no site oficial da fabricante também por US$ 500 (algo em torno de R$ 1,6 mil) — a entrega deve acontecer a partir do segundo trimestre de 2015.
Bublcam
Câmera 360
Também criada a partir de um projeto de financiamento colaborativo, a Bublcam está em fase de pré-venda no site oficial por US$ 700 (valor próximo a R$ 2,2 mil). Sua entrega deve começar no segundo trimestre de 2015.
Bloggie
Câmera 360
Outro modelo de câmera 360º é a Sony Bloggie. À venda no Brasil, para filmagens panorâmicas o dispositivo precisa que uma lente especial seja acoplada a ele. No site da Sony, o produto está à venda por R$ 800.

Acessórios

Pensando na relação custo-benefício, a opção mais em conta para realizar um vídeo em 360º é utilizando um acessório. Vamos falar sobre alguns deles aqui:
GoPano
Acessórios filmagem 360º
Realizado a partir de um projeto de financiamento coletivo, o GoPano é uma câmera 360º que pode ser acoplada ao iPhone. O dispositivo captura imagens a partir da própria câmera do smartphone e então um aplicativo, que está disponível gratuitamente na AppStore, realiza o trabalho de renderização para transformar a coisa em um único filme.
O equipamento pode ser adquirido na loja oficial da fabricante por US$ 30 (cerca de R$ 95) mais frete. Há também algumas unidades à venda (de forma não oficial, é claro) no Mercado Livre, e este é o único do gênero com disponibilidade por aqui.
BubbleScope
Acessórios filmagem 360º
Este gadget é desenvolvido pela empresa BubblePix e funciona de forma semelhante ao GoPano, usando um sistema de espelhos para transformar seu smartphone em uma máquina de capturar vídeos panorâmicos em 360 graus. Ele conta com modelos disponíveis para iPhone 4/4s, iPhone 5/5s, Galaxy S3 e BlackBerry Z10. Qualquer modelo pode ser adquirido na loja oficial da fabricante por US$ 50 (cerca de R$ 160) e ainda não está à venda no Brasil.
Kogeto Dot
Acessórios filmagem 360º
Outro gadget é o Kogeto Dot, que você também acopla o iPhone para transformar o aparelho da Apple em uma gravadora de vídeos panorâmicos. Com modelos disponíveis para iPhone 4, 4s, 5 e 5s, uma unidade está à venda no site da fabricante por US$ 40 (aproximadamente R$ 130).
360Heros
Acessórios filmagem 360º
Juntar várias câmeras GoPro em um único bastão, deixar que ele capture as imagens e depois usar um programa específico para renderizar e transformar os seis vídeos em um só. Isso parece animador? Então talvez você goste do 360Heros, um acessório que faz exatamente isso. O modelo básico, que junta quatro GoPros, custa US$ 295 (algo em torno de R$ 950). O mais avançado, que reúne 12 câmeras, sai por US$ 995 (em torno de R$ 3,1 mil). Acesse a loja oficial para conferir.
Freedom360
Acessórios filmagem 360º
Com a mesma pegada do 360Heros, o Freedom360 também é um acoplador de GoPros. Ele conta com modelos que reúnem até seis câmeras e seus preços variam entre US$ 400 e US$ 2,3 mil (em conversão simples, valores em torno de R$ 1,2 mil e R$ 7,3 mil). Verifique todas as informações na loja oficial.

Apps

Além de câmeras e acessórios, há alguns aplicativos que prometem o mesmo recurso sem nenhum aparato especial. O principal deles é o Cycloramic, disponível para iPhone 5, iPhone 5S, iPhone 6 e Windows Phone — acesse a página oficial do aplicativo.

sexta-feira, 27 de março de 2015

Como evitar de substituir uma seleção no Word

Toda vez que um texto é selecionado no Word, se você digitar algo ele irá sobrescrever o mesmo. Existe uma maneira de evitar com que isso aconteça. Conheça como ativá-la no tutorial abaixo.

Como evitar substituir uma seleção no Word 2013

Para efetuar a mudança, clique em Arquivo, localizado no canto superior esquerdo, e depois em Opções.
substituir uma seleção no Word
Na janela que será aberta, escolha a guia Avançado.
substituir uma seleção no Word
Na parte superior da lateral direita você verá Opções de edição e uma opção chamada A digitação substitui o texto selecionado. Clique na caixa que fica no lado esquerdo da mesma para que ela seja desmarcada. Role até a parte inferior da janela e clique em OK.
substituir uma seleção no Word
Volte para o documento e você verá que o texto será digitado antes da seleção e não irá a substituir mais. Caso queira reativar, volte na guia Avançado e clique na caixa ao lado de A digitação substitui o texto selecionado.
É importante apontar que ao ativar essa opção, toda vez que você selecionar um texto e apertar o Delete para apagá-lo, a ação não será efetuada. Você terá de usar o Backspace nesse caso.
O mesmo pode ser feito para a digitação tradicional, como mostra esse tutorial. Para isso você deverá clicar na área inferior do Word e escolher a opção Sobrescrever.
Ao clicar nela, todo o texto digitado entre letras palavras irá substituir as mesmas. Para voltar para o método anterior, clique no local novamente de forma que apareça inserir.
Caso queira deixar permanente, volte em Opções e avançado. Lá você dever marcar a opção Usar modo Sobrescrever, clicar em OK e fechar a janela.
substituir uma seleção no Word 

Leia também.
como converter áudio para MP3.
como mudar a senha do MSN ou Hotmail.
como atualizar os servidores do emule.
como reabrir paginas fechadas por acidente.
como colocar links em fotos.
como ver o céu com stellarium.

quinta-feira, 26 de março de 2015

Como finalizar um aplicativo que não responde

Pode ser que em algum momento um aplicativo deixou de responder no computador e mesmo ao clicar em fechar na janela que o Windows abre para alertá-lo, não deu certo. Aprenda o que pode ser feito nesses casos no tutorial abaixo.

Como finalizar um aplicativo que não responde

Normalmente, o primeiro procedimento nesse caso seria apertar Crtl+Shift+Esc e abrir o Gerenciador de Tarefas. Na tela Processos, clicar com o botão direito e escolher Finalizar tarefa, como mostra a imagem abaixo.
finalizar um aplicativo que não responde
Existem casos, porém, que nem assim você consegue resolver o problema. Você pode resolver isso de duas maneiras, ir em detalhes ou usar o Process Explorer.
Pode acontecer de que o programa é dependente de outros processos que estão em aberto no Windows.
Um processo são um conjunto de instruções que o sistema operacional executa que podem ou não estar relacionada a um aplicativo aberto. Por exemplo, se um programa depende de um processo adicional, ele e o programa estarão abertos em conjunto. Por causa disso alguns podem deixar de responder travar e causar o aplicativo a não funcionar corretamente.
Em Detalhes, clique com o botão direito e escolha Finalizar árvore de processos. Ele então deverá fechar o aplicativo e todo processo relacionado a ele.
finalizar um aplicativo que não responde
Atenção: Caso o processo desativado for relacionado ao Windows, o sistema pode não funcionar corretamente até uma próxima reinicialização.
Process Explorer
Desenvolvido pela SysInternals da Microsoft, o Process Explorer é um gerenciador de tarefas mais robusto para o Windows. Ele pode ser obtido do site oficial e não precisa de instalação.
Ao clicar em um programa, você pode ver todo os arquivos e processos atribuídos a ele, como é o caso do Firefox e o Flash na imagem abaixo. Clique com o botão direito e escolha Kill Process ou Kill Process tree para fechar matar o aplicativo ou o aplicativo e os processos relacionados.
finalizar um aplicativo que não responde 

Leia também.
como gravar imagens de CD/dvd.
como converter arquivos de video.
como retirar vírus e spywares do PC.
como utilizar o photoshop gratuitamente.
como proteger pastas com senha.
como fazer um site gratis.

quarta-feira, 25 de março de 2015

Como desativar o navegador nativo do app do Facebook

Facebook
Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Você já deve ter reparado que, agora, ao abrir um link do Facebook no seu tablet ou smartphone, ele não carrega no seu navegador padrão, mas sim em um navegador embutido dentro do próprio aplicativo.
Isso já vem acontecendo desde agosto de 2014 e a justificativa do Facebook para implementar um navegador próprio dentro do app é a de que ele carrega os conteúdos mais rápidos do que outros browsers (que ainda estão fechados e podem demorar mais para abrir). Isso não deixa de ser verdade, mas também não quer dizer que o navegador embutido seja a melhor opção quando se leva em conta tudo aquilo que um navegador precisa oferecer.
Enfim, se por algum motivo você quer desativar essa nova função, siga a dica deste tutorial.

Passo 01

Com o app do Facebook aberto, clique no ícone do menu localizado no canto superior direito da tela e role a tela até encontrar a opção “Configurações do aplicativo”, como indicado na imagem abaixo.
Desativar navegador do Facebook

Passo 02

Na seção que se abriu, ative a opção “Sempre abrir links com um navegador externo”.
Desativar navegador do Facebook
Pronto, com isso você desativa o navegador embutido do Facebook e passa a abrir todos os links no browser padrão do seu dispositivo. Fácil, não é?

terça-feira, 24 de março de 2015

Como desativar animação de digitação no Word

O Word 2013 adicionou novas animações de digitação. Caso queria desabilitá-las, você pode fazer isso pelo registro do Windows. Aprenda a como neste tutorial.

Desativar animação de digitação no Word

A partir do Word 2013, o programa conta com algumas animações na hora de digitar, tornando o efeito mais suave, assim como pular de linha parece menos brusco. Para desativar isso você precisará acessar o registro do Windows. É preciso também de estar logado em uma conta de administrador para efetuar mudanças nele.
Caso esteja com o Word aberto, feche-o antes de continuar o tutorial.
Atenção: Com esse método todas as animações de programas do Office também serão desabilitadas, como a mudança mais suave entre células do Excel.
Você pode entrar no editor de registro com a busca do Windows (Windows+S) ao digitar Regedit.
Desativar animação de digitação no Word
Alternativamente abra o executar (Windows+R) e digite regedit.exe.
Desativar animação de digitação no Word
Dentro dele, navegue até HKEY_CURRENT_USER\Software\Microsoft\Office\15.0\Common. Clique com o botão direito sobre Common e escolha Nova Chave. Defina-a como Graphics.
Desativar animação de digitação no Word
Na tela da direita, clique novamente com o botão direito, vá em Novo e escolha Valor DWORD 32-bit.
anim-off-2
Clique nela, vá em Renomear e defina-a como Disable Animations.
Desativar animação de digitação no Word
Por fim, escolha Propriedades e altere o campo marcado na imagem de 0 para 1.
Desativar animação de digitação no Word
Essa mudança no registro faz com que o Word entenda deve desabilitar as animações, onde 0 é considerado falso e 1 como verdadeiro.
Na próxima vez que abrir o Word, elas já estarão desabilitadas. Para reativar, você pode tanto alterar nas Propriedades para 0 novamente ou clicar com o botão direito no valor DWORD e escolher Excluir.

Leia também.
como baixar musicas do youtube.
como gravar video da webcam com o MSN.
como gerenciar complementos di Internet Explorer.
como remover o Windows Genuine Advantage do PC.
como deixar um arquivo ou pasta oculta.
como recuperar senhas.

segunda-feira, 23 de março de 2015

Como recuperar fotos apagadas no Windows

Você já pode ter passado por esse problema uma vez, você fez o download das fotos de sua câmera ou smartphone, por um descuido foram apagadas do PC. Existem algumas maneiras de recuperá-las, conheça três delas no tutorial abaixo.

Recuperar fotos apagadas no Windows

Independente dos métodos, há sempre uma chance de você recuperar apenas parte do arquivo ou não recuperá-lo. Os métodos facilitam, mas tenha em mente que não há garantia.
Recuva
Como já apontado em outros tutoriais no BABOO, o Recuva é uma ferramenta da Piriform especializada em encontrar arquivos apagados do PC. Sejam eles documentos, imagens e por aí vai. Faça download no site oficial.
Na primeira vez que instalar, ele executará um Wizard para facilitar o processo. Clique em Next na janela que será aberta. Marque então a opção Pictures.recuperar fotos apagadas no Windows
Na próxima janela o programa pedirá para que você defina onde as fotos estavam, no computador, em um dispositivo removível e por aí vai. Clique em Start e ele iniciará a varredura.
recuperar fotos apagadas no Windows
O Recuva então mostrará os resultados do arquivo. Os que estão em vermelho serão mais difíceis de serem recuperados e podem apresentar problema. Do amarelo ou verde as chances são maiores. Selecione os desejados e clique em Recover.
recuperar fotos apagadas no Windows
DiskDigger
O Diskdigger oferece uma versão Shareware ou paga. Ele funciona de maneira similar ao Recuva, faça o download no site oficial.
Após executado, escolha o disco desejado e aperte em Seguinte.
recuperar fotos apagadas no Windows
Escolha Pesquisa Profunda.
recuperar-foto-4
Na próxima janela você deverá escolher Select None e após isso marcar as extensões de arquivo de imagens que desejar. Ou seja, se você quer apenas arquivo JPGs, clique no quadrado ao lado do título.
recuperar-foto-6
A pesquisa profunda é relativamente lenta, podendo durar de 5 a 50 minutos de acordo com o tamanho, mas os resultados são mais precisos. Após encontrar o arquivo desejado, clique com o botão direito nele, vá em Guardar o Ficheiro desejado e a imagem será recuperada.
recuperar-foto-7
O DiskDigger também oferece uma versão para aparelhos Android
PhotoRec
A interface não é a mais amigável, mas o PhotoRec faz uma varredura eficiente e já recupera todas as imagens possíveis do computador. Faça download no site oficial.
Após iniciado, escolha a partição que você deseja efetuar a varredura.
recuperar-foto-8
Vá em File Formats e marque que tipo de arquivo de imagem você deseja recuperar.
recuperar-foto-9
Por fim, clique em Browse para definir qual pasta você deseja que os arquivos sejam salvos e escolha Search.
recuperar-foto-10
Basta aguardar que os arquivos serão recuperados e salvos na pasta.

Leia também.
como fazer skins (mascaras) para MSN.
como dividir um arquivo em partes.
como converter vídeos para RMVB.
como criar uma lista em ordem alfabética no Word.
como remover o Windows messenger do PC.
como ver um site como era antes.
 


sexta-feira, 20 de março de 2015

Como instalar e desinstalar o Windows 10 Preview no smartphone

Windows 10 phone
Se você está curioso para ver o novo Windows 10 em funcionamento no seu dispositivo móvel, saiba que existe uma maneira de utilizar o preview do sistema operacional, e, caso não seja do seu agrado, removê-lo sem grandes problemas.
Porém, é preciso fazer uma ressalva antes que você se empolgue com a ideia: nem todos os aparelhos são compatíveis com o novo SO móvel da Microsoft. A novidade só funciona em alguns modelos de Lumia; são eles: 630, 635, 636, 638, 730, e 830 – contanto que tenham no mínimo 8 GB de espaço, o Windows Phone 8.1 já esteja instalado no telefone no momento da compra e o número da versão seja 8.10.14219.341 ou anterior.
A própria Microsoft já anunciou que o Windows 10 será compatível com smartphones que possuem pelo menos 512 MB de memória RAM e de 4 GB de espaço para armazenamento. Veja os detalhes de compatibilidade:
Windows 10 Phone

 

Antes de começar a instalação

A fabricante alerta que o software de pré-lançamento nem sempre funciona conforme esperado. Panes inesperadas no telefone podem acontecer e danificar ou até mesmo excluir arquivos, afinal, trata-se de uma versão de testes.
Antes de instalar o Technical Preview é importante realizar o backup de seus aplicativos, fotos e outros itens importantes no OneDrive. Depois de configurar o backup do OneDrive, pode demorar um pouco até que o upload seja concluído (especialmente de fotos e vídeos). Verifique se tudo foi carregado no OneDrive antes de continuar com a instalação.

Vamos instalar!

O processo de download e instalação do preview do Windows 10 é o mesmo utilizado no Windows 8.1.
1. Inscreva-se no programa Windows Insider com uma conta da Microsoft – não necessariamente a que você usa diariamente, mas isso pode facilitar sua vida;
2. Baixe o aplicativo do Windows Insider na loja de aplicativos para Windows Phone;
Windows Insider
3. Acesse sua conta e clique em “Get preview builds”;
Preview Windows 10 Phone
4. Você poderá escolher entre duas opções: "Insider Fast"(Frequente) ou "Insider Slow" (Menos frequente). A primeira opção é indicada para os beta-testers, que irão receber as atualizações assim que estiverem disponíveis e reportar à Microsoft problemas encontrados no sistema a fim de ajudar a melhorar a plataforma. Já a segunda opção é indicada para aqueles que desejam aguardar até que as compilações estejam um pouco mais estáveis para receber as atualizações.
Instalar Windows 10 Preview
5. Uma vez que você passou por todas as telas de confirmação, vá até as Configurações e instale as atualizações normalmente.
Observação: Quando você atualizar seu telefone, poderá ser necessário reiniciá-lo mais de uma vez para concluir a instalação do preview. Você pode ter que esperar até 60 minutos para uma reinicialização automática acontecer antes de seu telefone receber a atualização final do Windows 10.

Está enfrentando problemas com seu telefone?

Se o telefone parar de funcionar ou não responder, reiniciá-lo às vezes resolve o problema. Não teve sorte? Tente redefini-lo. Se nada funcionar, use a Ferramenta de Recuperação do Windows Phone para retornar ao Windows Phone 8.1, conforme ensinaremos a seguir.

Como desinstalar

Se você não leu nossas recomendações iniciais, fez o download, e acabou se irritando com os erros dessa versão feita para quem gosta de emoções, não se preocupe. Felizmente, não é muito difícil levar o seu telefone de volta ao Windows Phone 8.1 – desde que você tenha acesso a um PC e uma conexão com a internet.
1. Baixe a ferramenta de recuperação do Windows Phone (Windows Phone Recovery);
2. Conecte o seu smartphone no computador e ele o detectará automaticamente;
3. Clique em “Reinstall software” e o aplicativo irá baixar e reinstalar o Windows Phone 8.1 para você.
IMPORTANTE: Esse processo de downgrade não realiza o backup de absolutamente nenhum dado. Utilizar essa técnica significa que todo o conteúdo pessoal será apagado e que o telefone será restaurado, como se tivesse acabado de ser comprado. Você terá a oportunidade de restaurar um backup quando estiver refazendo a configuração do telefone, mas poderá ocorrer perda de dados e configurações de aplicativos após a restauração.
Windows Recovery Windows Recovery Windows Recovery Windows Recovery Windows Recovery
Windows Recovery
Windows Recovery slideshow lupa

Considerações

A Microsoft alerta que alguns tipos de hardware, como alto-falantes Bluetooth, talvez não funcionem. Alguns aplicativos talvez não sejam instalados nem funcionem corretamente. Talvez também haja problemas com conexões de rede doméstica ou corporativa.
Portanto, pense muito bem antes de realizar o download de um preview no dispositivo que você usa diariamente.

Atenção,Aviso Legal.

Todos os direitos autorais reservados.
A violação dos direitos autorais é punível como crime, com pena de prisão, multa e indenizações civis .
LEI Nº 9.610
Art. 5º Para os efeitos da Lei, considera-se:
I - publicação - o oferecimento de obra literária, artística ou científica ao conhecimento do público, com o consentimento do autor, ou de qualquer outro titular de direito de autor, por qualquer forma ou processo.
Os donos de blogs ou sites que não respeitam a lei estão sendo notificados,denunciados,tendo seus blogs e sites fechados e processados.
Proibida cópia total ou parcial,e qualquer tipo de reprodução sem autorização em blogs ou sites.
Proibido o uso do nome Como Saber Fazer
O nome Como Saber Fazer é marca registrada e protegido por lei.
Apenas indique a fonte da informação colocando um link para o artigo do blog Como Saber Fazer.
Até agora: 25/06/15.
145 Blogs e
22 sites denunciados.
154 Blogs apagados pelo google.
221 donos de sites e 25 donos de blog respondendo a processos por plágio.
129 vitórias na justiça.
Leia no fim da página o aviso de Copyright.