quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Como assistir à Netflix no Linux de forma nativa

Netflix A Netflix é o principal serviço de streaming do mundo hoje, com aplicativos para as mais variadas plataformas e sistemas. Contudo, a ferramenta ainda não conta com um app nativo para Linux, o que sempre obrigou os adeptos do sistema livre a recorrerem a algumas gambiarras.
A principal era instalar alguns pacotes e, por meio do WINE, enganar o aplicativo oficial da Netflix de que aquele ambiente se tratava do Windows. Isso funcionava bem, mas, convenhamos, não era algo simples e intuitivo, fatores que sempre prejudicam a popularidade de um método.
Entretanto, a partir de agora é possível acessar todo o conteúdo da Netflix no Linux de forma nativa, sem gambiarra. Isso mesmo, apesar de não ser um aplicativo independente, basta acessar o netflix.com usando o navegador Google Chrome para que tudo funcione perfeitamente.

Use o Google Chrome

Tudo o que você precisa fazer é acessar o google.com/chrome para baixar e instalar o navegador em seu computador. Depois disso, acesse netflix.com e faça login para aproveitar tudo o que a Netflix oferece.
Vale lembrar que este recurso funciona apenas no Google Chrome — no Chromium, a versão pura e open source que serve de base para o navegador, não é possível assistir à Netflix. Além disso, também não é possível fazer o mesmo no Firefox, Midori ou qualquer outro navegador.

Como isso funciona?

Até há algum tempo, a Netflix usava a tecnologia Silverlight em seu player de vídeo. Desenvolvida pela Microsoft, ela não contava com versão oficial para Linux — e as versões alternativas como o Moonlight não eram suportadas pela Netflix. Contudo, a companhia mudou e, agora, utiliza um player em HTML5, formato suportado também no sistema livre.
Além disso, as empresas que disponibilizam filmes e séries por meio do serviço de streaming exigem recursos como DRM (gerenciamento de direitos digitais) e EME (extensões criptografadas de mídia) para impedir a realização de cópias de seus produtos.
Recentemente, a Canonical, responsável pelo Ubuntu, trabalhou em conjunto com a Netflix para que o HTML5 DRM funcionasse também no Linux. Atualmente, o Chrome conta com este tipo de recurso, então é possível assistir aos conteúdos oferecidos pela Netflix sem nenhuma gambiarra.
O recurso funciona nas versões 14.04 ou superior (além da versão 12.04) de toda a família Ubuntu (Lubuntu, Kubuntu, Linux Mint etc). Há ainda o suporte para outras distribuições de Linux, a cobertura inclui basicamente todas as distros disponíveis hoje. Então, se você usa outro Linux, experimente.

E no Firefox?

Como dito anteriormente, por enquanto não é possível usar a Netflix em outros navegadores no Linux. Isso porque o Chrome é o único com suporte para todos os dispositivos de segurança exigidos pelo aplicativo. Entretanto, o Firefox para Windows já apresenta suporte para EME, o que deve acontecer em breve também na versão para Linux. Assim, é possível que tal suporte apareça em algumas das próximas versões do Firefox que vêm por aí.

Transformando a Netflix em aplicativo no Linux

Uma função bem interessante do Chrome permite transformar basicamente qualquer página da internet em um aplicativo com ícone na área de trabalho. Isso funciona também no Linux e pode auxiliar você a utilizar melhor a Netflix dentro do Ubuntu ou de qualquer outra distribuição.
Passo 01
Abra o Chrome e acesse o netflix.com.
Passo 02
Agora, clique sobre o menu de opções do Chrome, vá em “Mais ferramentas” e então clique em “Adicionar à área de trabalho”.
Netflix no Ubuntu
Depois, marque a opção “Abrir como janela” e clique em “OK”.
Netflix no Ubuntu
Passo 03
Feito isso, um ícone da Netflix já aparece em sua área de trabalho. Basta um duplo clique sobre ele para abrir o serviço de streaming de vídeo.
Netflix no Ubuntu
Agora, o mais recomendável é salvar este atalho em alguma outra pasta que não a área de trabalho e então fixá-lo no lançador do Unity. Assim, você mantém o desktop limpo e organizado e, ao mesmo tempo, deixa a Netflix sempre a um clique de distância.

Nenhum comentário:

Atenção,Aviso Legal.

Todos os direitos autorais reservados.
A violação dos direitos autorais é punível como crime, com pena de prisão, multa e indenizações civis .
LEI Nº 9.610
Art. 5º Para os efeitos da Lei, considera-se:
I - publicação - o oferecimento de obra literária, artística ou científica ao conhecimento do público, com o consentimento do autor, ou de qualquer outro titular de direito de autor, por qualquer forma ou processo.
Os donos de blogs ou sites que não respeitam a lei estão sendo notificados,denunciados,tendo seus blogs e sites fechados e processados.
Proibida cópia total ou parcial,e qualquer tipo de reprodução sem autorização em blogs ou sites.
Proibido o uso do nome Como Saber Fazer
O nome Como Saber Fazer é marca registrada e protegido por lei.
Apenas indique a fonte da informação colocando um link para o artigo do blog Como Saber Fazer.
Até agora: 25/06/15.
145 Blogs e
22 sites denunciados.
154 Blogs apagados pelo google.
221 donos de sites e 25 donos de blog respondendo a processos por plágio.
129 vitórias na justiça.
Leia no fim da página o aviso de Copyright.