quinta-feira, 12 de março de 2015

Como usar as normas da ABNT

Computador
Tem gente que se arrepia só de ouvir falar em ABNT, mas calma, o bicho nem é tão feio assim — especialmente depois que você compreende seus objetivos e como funciona. A Associação Brasileira de Normas Técnicas possui um conjunto de normas específicas para a apresentação de trabalhos científicos — entre outras coisas — amplamente utilizado em colégios e universidades ao redor do Brasil.
Então, se você é um daqueles que ainda quebra a cabeça na hora de formatar um trabalho, sem saber direito qual espaçamento usar, quais as regras de sumário ou para utilizar notas de rodapé, tampouco em qual lado da página deve vir a numeração, fique tranquilo: nós preparamos um guia completo.
Antes de começar, vale lembrar que é de suma importância se certificar se a instituição de ensino na qual você vai apresentar seu trabalho não possui um conjunto próprio de normas — isso é comum e as normas costumam ser baseadas nas da ABNT, porém, podem vir com alguns detalhes específicos.

O que é e para que serve a ABNT?

A ABNT é uma organização privada e sem fins lucrativos responsável pela normatização de técnicas documentais e tecnológicas no Brasil, facilitando, assim, o desenvolvimento e a formatação de projetos e pesquisas no país.
A ideia de aplicar suas normas a um trabalho científico é bem simples: manter tudo padronizado, facilitando a leitura e a compreensão de seu conteúdo independente do autor ou da banca avaliadora. Assim, ela apresenta algumas regras para definir a forma como uma pesquisa ou um projeto serão apresentados no papel.

Margens

Uma das características mais importantes e que deve ser formatada logo no início para evitar qualquer surpresa desagradável posteriormente é o tamanho das margens. Elas devem ser as seguintes:
  • Superior: 3 centímetros
  • Esquerda: 3 centímetros
  • Inferior: 2 centímetros
  • Direita: 2 centímetros

Recomendações de formatação

  • Espaçamento de 1,5 cm da margem na primeira linha de cada novo parágrafo
  • Um novo parágrafo deve começar sempre dois espaços (pressione duas vezes a tecla Enter) depois de um título ou subtítulo
  • Espaçamento entre as linhas deve ser de 1,5 cm durante todo o texto, salvo em citações (veja logo abaixo o quadro de citações)
  • Seções dentro de um mesmo capítulo devem ser iniciadas depois de dois espaços (pressione duas vezes a tecla Enter) — novos capítulos devem começar sempre em uma nova página
  • Fonte utilizada em títulos e subtítulos: Times New Roman/Arial tamanho 14
  • Fonte utilizada ao longo do texto: Times New Roman/Arial tamanho 12

Notas de rodapé

Quando um tema necessita de alguma explicação extra, mas que não caberia ser colocado dentro do corpo do texto, o ideal é utilizar uma nota de rodapé. Normalmente, trabalhos científicos não trazem qualquer restrição a esse tipo de citação, então verifique com a instituição de ensino para saber de qualquer peculiaridade em relação a este tipo de recurso.

Três grandes partes

Depois de feito um relatório, você deve prepará-lo do ponto de vista documental. Assim, dá para dizer que um trabalho é dividido em três grandes elementos: pré-textuais, textuais e pós-textuais. Vamos explorar cada um deles agora.

Elementos pré-textuais

Como o nome já diz, esses elementos são todos os que vêm antes de começar o texto propriamente dito. Na ordem em que devem aparecer, os elementos pré-textuais são os seguintes: capa; folha de rosto; ficha de aprovação; errata; dedicatória (opcional); agradecimento (opcional); epígrafe (opcional); resumo e palavras-chave; abstract e keywords (resumo e palavras-chave em outro idioma, quando necessário); lista de tabelas, abreviaturas, siglas e tabelas; e sumário.
1. Capa
A capa deve conte o nome da instituição, do curso, do aluno, do trabalho e também a cidade e o ano em que ele está sendo realizado. A fonte utilizada aqui será Times New Roman (algumas instituições aceitam Arial), tamanho 14.
Eis um modelo básico de capa:
Como usar as normas da ABNT
2. Folha de rosto
A folha de rosto contém basicamente os mesmos elementos da capa, com a diferença de que sai o nome da instituição e do curso e entram mais informações sobre o trabalho em uma nota indicativa (como titulação que se pretende e também o nome dos professores orientadores). Nome, título e cidade devem vir em Times New Roman, tamanho 14. Nota indicativa vem em Times New Roman, tamanho 12 e espaçamento simples.
Eis um modelo básico de folha de rosto:
Como usar as normas da ABNT
3. Ficha de aprovação
O modelo de ficha de aprovação normalmente é fornecido pela própria instituição e, às vezes, pode ser entregue desanexada de todo o trabalho.

4. Errata
Se algo precisou ser corrigido depois de impressa a versão final do trabalho, você deve incluir a seção "Errata" em seu trabalho.

5. Dedicatória, agradecimento, epígrafe (opcional)
Textos opcionais nos quais o autor presta homenagens (dedicatória), agradece a outras pessoas que contribuíram no desenvolvimento do projeto (agradecimento) e indica uma citação que o inspirou (epígrafe).
6. Resumo e palavras-chave
Texto em um único parágrafo sintetizando todo o trabalho em até 500 caracteres. Deve ser escrito na terceira pessoa do singular e deve apresentar resumo completo de objetivos, desenvolvimento e conclusão do trabalho.
Ao final, indique algumas palavras-chave — a quantidade ideal pode variar de acordo com a instituição, mas normalmente variam entre três (mínimo) e cinco (máximo).
7. Abstract e keywords
Tradução ipsis literis do resumo e das palavras-chaves para um idioma estrangeiro, quando solicitado pela instituição.
8. Lista de tabelas, ilustrações, abreviaturas e siglas (opcional)
Apesar de não ser obrigatório, recomenda-se a utilização desta folha quando o trabalho apresentar mais de quatro elementos (gráficos, figuras, ilustrações etc.) ou um grande número de abreviaturas e siglas.
9. Sumário
Alinhado à esquerda e sem recuo, o sumário apresenta de forma enumerada todas as divisões, seções e subseções do trabalho na exata ordem em que eles aparecem na parte textual. Fique atento e lembre-se que a capa, a folha de rosto e todos os demais elementos pré-textuais contam como páginas para fins de enumeração.
Vale lembrar que a numeração das páginas deve estar sempre no canto superior direito das folhas e que cada folha deve trazer impresso apenas um lado. Algumas instituições já aceitam impressão dos dois lados da folha, então, novamente, verifique com a sua universidade se este é o caso para evitar um maior gasto com papéis.

Elementos textuais

Esta é a parte central do trabalho em si, na qual o autor apresenta seus objetivos e métodos de pesquisa, desenvolve as ideias apresentadas e, por fim, apresenta uma conclusão. Isso significa que ele é dividido em outras três grandes partes: introdução, desenvolvimento e conclusão.
1. Introdução
Aqui, cada elemento é apresentado em uma subseção individual. Nesta parte o autor deve incluir a delimitação do objeto de pesquisa, objetivos gerais e específicos e ainda apresentar a metodologia de pesquisa aplicada no projeto.
2. Desenvolvimento
Nesta seção, o autor vai desenvolver o trabalho propriamente dito, mostrando dados levantados e expondo as ideias centrais de todo o projeto.
3. Conclusão/considerações finais
A parte final dos elementos textuais vai trazer as conclusões alcançadas pelo autor do texto. Aqui, você deve fazer uma recapitulação geral da obra e avaliar os resultados a partir dos objetivos propostos no início do trabalho.

Elementos pós-textuais

Esta parte do trabalho está reservada a tudo que vai além do desenvolvimento do trabalho, como as referências bibliográficas (obrigatórias), o apêndice (opcional, material de apoio criado pelo autor e contido no trabalho) e anexos (opcional, material de terceiros que foi utilizado ou citado na obra).

Como fazer as referências bibliográficas

A forma de criar uma referência pode mudar de acordo com o tipo de material citado. Fique atento:
Monografias e dissertações:
SOBRENOME, Nome. Título da obra. Ano. Quantidade de folhas. Monografia (Nome do curso de graduação) — Nome da instituição de ensino, cidade, ano.
Matéria de jornal ou revista:
SOBRENOME, Nome. Título da matéria. Nome do jornal ou revista, Cidade, dia, mês. Ano. Editora, nome da seção (caso haja), página.
Se a matéria não é identificada, a citação deve ser direta para a publicação:
Título da matéria. Nome do jornal ou revista, Cidade, edição, páginas, mês e ano.
Livro de um único autor:
SOBRENOME, Nome. Título do livro. Número da edição. Editora: Cidade, Ano.
Outra obra de um autor já referenciado logo acima
____________. Título da obra. Número da edição. Editora: Cidade, Ano.
Livro com até três autores:
SOBRENOME, Nome; SOBRENOME, Nome; SOBRENOME, Nome. Título da obra. Número da edição. Editora: Cidade, Ano.
Livro com mais de três autores:
SOBRENOME, Nome; SOBRENOME, Nome; SOBRENOME, Nome; et al. Título da obra. Número da edição. Editora: Cidade, Ano.
Material disponível na internet:
SOBRENOME, Nome. Título da matéria. Nome do site (caso seja um veículo). Disponível em . Acesso em: 03/03/2015.
Referência da citação de um autor dentro da obra de outro:
SOBRONOME, Nome (autor citado). Título da seção em que ele foi citado. In: SOBRENOME, Nome (autor da obra). Título da obra. Número da edição. Editora: Cidade, 2011. p. (página da citação).

Citações

Ao longo de um texto científico, você vai utilizar citações diversas vezes. Elas podem ser de dois tipos básicos: direta e indireta.
1. Direta
Quando você cita algo específico, reproduzindo inteiramente a fala de um autor. Elas devem apresentar o sobrenome do autor em letras maiúsculas, o ano de publicação e a página na qual está presente, tudo isso entre parênteses e separado entre vírgulas ao final da citação. Exemplo:
“Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Cras varius nisi eu lorem commodo maximus. Nam in imperdiet ligula. In id efficitur leo, et hendrerit dolor” (FULANO, 1990, p. 15)
Citações diretas com mais de três linhas devem ser separadas do parágrafo com um recuo de 4 cm, texto no tamanho 10, sem aspas e com espaçamento simples. Exemplo:
Como usar as normas da ABNT
2. Indireta
Quando você cita algo de forma parafraseada, sem reproduzir exatamente o texto apresentado pelo autor, mas apenas a ideia central reescrita com suas próprias palavras, você faz uma citação indireta. Exemplo:
Fulano (1990) indica que lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Cras varius nisi eu lorem commodo maximus.
Ou ainda:
É sabido que lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Cras varius nisi eu lorem commodo maximus, conforme destacou Fulano (1990).
Ou então:
Temos que lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Cras varius nisi eu lorem commodo maximus (FULANO, 1990).
Aqui foram apresentadas as linhas gerais de formatação dos principais trabalhos acadêmicos de acordo com as normas da ABNT. É importante, porém, ficar atento para detalhes específicos que cada instituição de ensino possa ter, então verifique tudo antes de começar a formatar. Bom trabalho!

Nenhum comentário:

Atenção,Aviso Legal.

Todos os direitos autorais reservados.
A violação dos direitos autorais é punível como crime, com pena de prisão, multa e indenizações civis .
LEI Nº 9.610
Art. 5º Para os efeitos da Lei, considera-se:
I - publicação - o oferecimento de obra literária, artística ou científica ao conhecimento do público, com o consentimento do autor, ou de qualquer outro titular de direito de autor, por qualquer forma ou processo.
Os donos de blogs ou sites que não respeitam a lei estão sendo notificados,denunciados,tendo seus blogs e sites fechados e processados.
Proibida cópia total ou parcial,e qualquer tipo de reprodução sem autorização em blogs ou sites.
Proibido o uso do nome Como Saber Fazer
O nome Como Saber Fazer é marca registrada e protegido por lei.
Apenas indique a fonte da informação colocando um link para o artigo do blog Como Saber Fazer.
Até agora: 25/06/15.
145 Blogs e
22 sites denunciados.
154 Blogs apagados pelo google.
221 donos de sites e 25 donos de blog respondendo a processos por plágio.
129 vitórias na justiça.
Leia no fim da página o aviso de Copyright.